Inverno no centro-oeste paulista deve ter temperaturas acima da média do estado e atenção à estiagem

A estação mais fria do ano começou na madrugada desta segunda-feira (21) em todo o país. De acordo com a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o inverno deste ano será marcado por frentes frias menos intensas e poucas chuvas. A estação termina em 22 de setembro às 16h21.

No centro-oeste paulista, as temperaturas devem ficar acima da média do estado de São Paulo, que também deve registrar temperaturas mais amenas.

No entanto, de acordo com o meteorologista do Inmet, Marcelo Schneider, ondas de massa polar devem atingir a região nas próximas semanas, derrubando as temperaturas.

“O inverno que começa nesta segunda-feira deve ter bastante contraste tanto em relação às temperaturas como na quantidade de chuva. O que a gente espera? É que a quantidade de chuva fique dentro da média do estado no centro-oeste paulista e que as temperaturas fiquem dentro da média ou um pouco acima, mas isso não quer dizer que não vai fazer frio, pelo contrário, vamos ter entrada de massa polar que devem baixar as temperaturas, que podem chegar perto dos 5ºC ainda nessa entrada do mês de julho, com risco de registro de geada.”

Meteorologista explica como vai ser o inverno no centro-oeste paulista — Foto: TV TEM/ Reprodução

Meteorologista explica como vai ser o inverno no centro-oeste paulista — Foto: TV TEM/ Reprodução

O meteorologista também destacou a atenção ao período de estiagem que é característico do inverno. Para o inverno de 2021, o Inmet prevê um regime de chuva entre normal e abaixo da média em todas as regiões do estado. Pela média histórica, o mês mais seco é agosto, com média de apenas 36 mm de precipitação em seus 31 dias.

“Ocorre aquela baixa umidade relativa do ar, muitas vezes ficando abaixo dos 30%, 20%, causando um estado de atenção e exigindo cuidado em relação à saúde.”

Inverno começa nesta segunda-feira com temperaturas mais amenas e pouca chuva

Sendo assim, o período de temperaturas mais baixas e estiagem desperta a preocupação de especialistas para o aumento nos registros de doenças respiratórias que precisa ser redobrada por conta da pandemia de Covid-19.

Nesta segunda-feira, primeiro dia da nova estação, os termômetros registraram a mínima de 11,08ºC e a previsão é de que a temperatura máxima não passe dos 25ºC, segundo dados do Instituto de Pesquisas Meteorológicas da Unesp (Ipmet).

Scroll Up