Invasão de aranhas e teia gigante assustam moradores de Memphis, nos EUA

Para quem tem medo (ou fobia) de aranhas, ir nesses tempos para a cidade norte-americana de Memphis, no Tennessee, não parece ser uma boa ideia. Ao que tudo indica, de acordo com moradores da região norte da cidade, um pedaço das ruas parece ter sido assolado por um clima de filme de terror. Uma praga de aranha está assustando todos que vivem por lá.

“Quando eu acordei em uma manhã, havia aranhas por toda a minha porta, elas estavam entrando em minha casa”, contou Frances Ward, em matéria do DailyMail. O fenômeno inusitado está acontecendo mais especificamente nas proximidades da Rua May, na qual os habitantes estão alarmados e exigindo ajuda das autoridades municipais para colaborar com o extermínio dos aracnídeos.

aranha-teia-gigante-eua-2-241115

Além da forte presença dos pequenos bichos, uma surpreendente teia de cerca de um quilômetro se estendeu no chão dos jardins e ruas do bairro. As pessoas que estão tendo que conviver com a invasão contam que passam horas do dia matando as aranhas, porém o esforço parece ser inútil, uma vez que mesmo assim outras continuam aparecendo.

“Não posso nem sentar na minha casa, porque elas estão por todas as partes, da parede às portas”, comentou Debra Ward. Sua vizinha conta também que em uma rápida visita à sua própria sacada foi capaz de contar mais de vinte aranhas circulando pelo pequeno espaço externo.

Steve Reichling, diretor do zoológico de Memphis, comentou o ocorrido por uma outra perspectiva. “É uma dispersão em massa dos milhões de pequenas aranhas que sempre estiveram nesses campos, sem serem notadas até agora”.

aranha-teia-gigante-eua-3-241115

Ele ainda disse que o acontecimento pode ser explicado como alguma fuga da região por uma espécie determinada, ou algum surto de nascimentos de novas aranhas por um motivo ainda não explicável. “Eu não gostaria de viver em um mundo onde tais coisas já não fossem possíveis. A presença destas aranhas nos diz que tudo está bem com a natureza no local”. Reichling pode até estar positivo, mas quem está convivendo de perto com o problema diariamente, definitivamente não está gostando nem um pouco da experiência.

Fonte: Yahoo!