15 de junho, 2024

Últimas:

Inmet amplia alerta de perigo e temperaturas podem atingir recordes já no fim de semana

Anúncios

A ampliação da onda de calor para toda a parte central do Brasil deve elevar ainda mais as temperaturas no país. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu dois novos alertas por causa do fenômeno, aumentando o nível de perigo para a regiões Sudeste e Centro-Oeste.

Os novos avisos meteorológicos colocam os estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Rondônia, além do Distrito Federal, em estágio de grande perigo. Boa parte do Paraná, Espírito Santo, sul do Tocantins, sul do Pará e sul do Amazonas também estão em alerta de perigo por conta do calor.

Anúncios

Novo alerta do Inmet amplia cobertura da onda de calor. (Foto: INMET)

Segundo o Inmet, a alteração na intensidade do alerta se relaciona à persistência do fenômeno, isto é, o número de dias consecutivos que a onda deve durar. No caso dos avisos mais recentes, a previsão é que o calor se estenda pelo menos até a próxima quarta-feira (15).

De acordo com o meteorologista e ex-diretor do Inmet, Francisco de Assis, as temperaturas devem começar a subir já nesse fim de semana, com destaque para os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Anúncios

“Essa onda de calor pode ser igual a anterior, que aconteceu em setembro. As máximas devem superar os 40ºC em algumas capitais”, projeta Francisco de Assis.

Temperaturas recordes na próxima semana

Com a onda de calor ganhando força no país, a expectativa é que algumas capitais registrem temperaturas recordes a partir deste fim de semana. Os alertas do Inmet sinalizam para termômetros pelo menos 5ºC acima da média.

Entre as dez capitais mais atingidas pela onda de calor, ao menos sete devem registrar as maiores temperaturas do ano: Goiânia, Campo Grande, Belo Horizonte, São Paulo, Vitória, Brasília e Curitiba.

Tempestades no Sul

Na região Sul, as áreas de instabilidade devem ganhar força nos próximos dias. Segundo o Inmet, os maiores acumulados de chuva devem ser observados até o próximo domingo (12). O centro-sul do Rio Grande do Sul deve ser a região mais afetada, com valores acima de 100 milímetros.

Até a próxima quinta-feira (16) os acumulados podem superar os 200 milímetros entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. As tempestades devem ter rajas das vento acima de 80 km/h e queda de granizo.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Ester Carolino Reis Caramelo – 74 anos Sepultamento Cemitério Jardim 16/06/24 às 17h Complexo Funerário Anúncios Esposa de Luiz....

Categorias