Indonésia encontra submarino rachado; 53 tripulantes morreram

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, lamentou neste domingo (25) a morte dos 53 tripulantes do submarino que desapareceu na quarta-feira (21).

“Todos nós, indonésios, expressamos nossa profunda tristeza por essa tragédia, especialmente para as famílias da tripulação do submarino”, declarou Widodo a jornalistas, segundo a agência de notícias Reuters.

Foto de arquivo do submarino da Marinha da Indonésia que desapareceu em Bali. — Foto: Handout/INDONESIA MILITARY/AFP
Foto de arquivo do submarino da Marinha da Indonésia que desapareceu em Bali (Foto: Reprodução)

Widodo afirmou que o KRI Nanggala-402 foi localizado no mar de Bali.

Segundo Yudo Margono, porta-voz da Marinha, sonares detectaram um objeto semelhante a um submarino a 850 metros de profundidade, além do que a embarcação seria capaz de suportar. Um veículo de resgate subaquático fornecido por Singapura foi usado para obter confirmação visual.

O comandante das Forças Armadas da Indonésia, Hadi Tjahjanto, disse que mais partes da embarcação foram descobertas neste domingo, incluindo uma âncora e roupas de segurança usadas pelos membros da tripulação.

O chefe do Estado-Maior da Marinha, Yudo Margono, disse que a tripulação não tinha culpa pelo acidente, afirmou que o submarino não sofreu um blecaute e culpou as “forças da natureza”.

“O KRI Nanggala é dividido em três partes, o casco, a popa e as partes principais, que estão todas separadas, com a parte principal tendo sido encontrada rachada”, disse ele. “Existem partes espalhadas do submarino e seu interior na água.”

Aviões, barcos e centenas de soldados foram mobilizados para localizar o “KRI Nanggala 402”, um submersível de cerca de quarenta anos de construção alemã, desaparecido durante exercícios militares.

As esperanças de sobrevivência da tripulação já eram consideradas mínimas, pois as reservas de oxigênio do submarino estariam esgotadas.

No sábado (24), a Marinha do país anunciou que alterou o status da embarcação de “desaparecido” para “afundado” e informou que não havia esperanças de encontrar sobreviventes.

Destroços que seriam do submarino indonésio KRI Nanggala-402 são apresentados durante uma coletiva de imprensa em Bali, na Indonésia, neste sábado (24) — Foto: Johannes P. Christo/Reuters
Destroços que seriam do submarino indonésio KRI Nanggala-402 são apresentados durante uma coletiva de imprensa em Bali, na Indonésia, neste sábado (24) (Foto: Reprodução)
Família de Kharisma Dwi, um dos tripulantes do KRI Nanggala-402, na base naval de Banyuwangi, na Indonésia, em foto deste domingo (25) — Foto: Ajeng Dinar Ulfiana/Reuters
Família de Kharisma Dwi, um dos tripulantes do KRI Nanggala-402, na base naval de Banyuwangi, na Indonésia, em foto deste domingo (25) (Foto: Reprodução)

Trabalhos de resgate

O KRI Nanggala-402 perdeu contato com a Marinha indonésia na quarta-feira (21), enquanto realizava exercícios militares ao norte da ilha de Bali. O desaparecimento ocorreu após o submarino receber autorização para submergir. Desde então deixou de responder aos sinais.

As equipes de resgate já tinham avisado que as reservas de oxigênio da tripulação poderiam acabar às 15h de sexta (madrugada de sábado no horário local).

Mais de dez helicópteros e navios de busca foram mandados para a área onde o contato foi perdido, com ajuda dos Estados Unidos, Austrália, Cingapura, Malásia e Índia.

A Marinha local trabalhava com a hipótese de uma queda de energia, que deixou o submarino fora de controle e impediu o lançamento de medidas emergenciais.

O submarino KRI Nanggala-402 pesa 1.395 toneladas e foi construído na Alemanha em 1977. Ele foi incorporado à frota indonésia em 1981 e passou por uma reforma de dois anos na Coreia do Sul que foi concluída em 2012.

A Indonésia é o maior arquipélago do mundo, formado por mais de 17 mil ilhas. Bali é uma ilha e província do país, entre as ilhas de Java (a oeste) e Lombok (a leste).

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes