Igreja Católica espera que El Salvador e EUA resolvam tensões

A Igreja Católica salvadorenha disse neste domingo (28) esperar que “a crise” nas relações entre El Salvador e os Estados Unidos possa ser resolvida “positivamente”.

“Esta situação de crise nas relações entre os Estados Unidos e nosso país é muito triste, preocupante e espero que seja resolvida positivamente”, disse o arcebispo de San Salvador, José Luis Escobar, em entrevista coletiva após a celebração da missa dominical no catedral, cidade capital.

Atualmente, a relação é tensa entre o governo do presidente salvadorenho Nayib Bukele (foto) e o governo norte-americano de Joe Biden.

Os Estados Unidos acusam o governo Bukele de atentar contra a independência dos poderes do país, enquanto o presidente salvadorenho recrimina Washington por supostamente financiar a oposição.

Em meio à situação, os Estados Unidos cortaram a ajuda financeira às instituições de Estado salvadorenho por meio de sua agência de cooperação USAID e a redirecionaram diretamente à sociedade civil no combate à corrupção.

Na sexta-feira, o encarregado de negócios da embaixada dos Estados Unidos, Brendan O’Brien, assumiu a liderança da sede diplomática, substituindo o ex-encarregado de negócios, Jean Manes, que o havia contratado interinamente em junho.

Manes explicou na segunda-feira, antes de deixar El Salvador, que estava deixando seu cargo porque teria que reassumir o cargo de sub-comandante do Comando Sul dos Estados Unidos.

“Não há interesse do governo [de Bukele] em melhorar o relacionamento com os Estados Unidos”, disse Manes na ocasião.

Manes saiu sem conseguir que a relação entre os governos dos Estados Unidos e de El Salvador melhorasse.

“Estamos muito preocupados com a situação do mau relacionamento”, insistiu Escobar após observar que “no longo prazo, se a situação não for bem, são as pessoas que são afetadas, embora esperemos que não seja assim” afirmou.

Vivem nos Estados Unidos 2,5 milhões de salvadorenhos, que com suas remessas contribuíram com 5,9 bilhões de dólares para a economia de El Salvador em 2020, mais de 20% do PIB do país.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up