19 de junho, 2024

Últimas:

Homem que ameaçou Cássio, do Corinthians, presta depoimento e cita “atitude isolada” em ataque

Anúncios

Igor Maranhão, 20 anos, prestou depoimento à polícia na tarde desta segunda-feira, após ter sido identificado como o autor da ameaça de morte sofrida por Cássio, goleiro do Corinthians, e sua esposa na última semana.

O depoimento foi feito na Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva, na capital de São Paulo. Após o testemunho, Igor foi liberado.

Anúncios

O crime por qual Igor está respondendo, de ameaça, só engloba a pena restritiva de direito, não a privativa de liberdade, na qual o cidadão é detido. Agora, o processo vai para análise do Ministério Público.

O homem alega ter agido por impulso, em um ato de nervosismo após perder dinheiro em um site de apostas. Com passagens pela polícia, por porte de arma e receptação, ele utilizou uma foto achada na internet para ameaçar o goleiro corintiano.

Anúncios

Ameaça a Cássio, do Corinthians, tem foto de arma sobre camiseta do clube — Foto: Reprodução
Ameaça a Cássio, do Corinthians, tem foto de arma sobre camiseta do clube (Foto: Reprodução)

As ameaças chegaram ao goleiro por meio do personal trainer de sua esposa. Elas foram feitas pelo Instagram e partiram do perfil de Igor, chamado “$heik Caçador”.

– É questão de tempo. Não sei o que a gente vai fazer, matar eu não sei, mas vamos achar e esculachar. E pode dizer que estamos fechados com o português (o técnico Vítor Pereira), entendeu? Não com vagabundo paneleiro. O recado vale para todos – dizia o autor das ameaças em áudio.

Em entrevista à Band, nesta segunda-feira, sem mostrar seu rosto, Igor pediu desculpas ao goleiro e sua família e ainda afirmou não fazer parte de nenhuma torcida organizada.

– Pedir perdão para o Cássio, para a toda a família dele, fiz isso em um momento de raiva. Não tive nenhuma intenção de prejudicar ninguém. Não represento perigo para ninguém. Não faço parte de torcida organizada nenhuma. Não falei em nome de ninguém. Foi uma atitude isolada minha – disse.

Capitão do time na vitória contra o Botafogo, na estreia do Brasileirão, Cássio contou o que sentiu após as ameaças e disse que continuará vestindo a camisa do Corinthians.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Em sua 4ª edição, a Tattoo Week Online acontece nos dias 19, 20 e 21 de julho, das 11h00 às...

Categorias