Homem é preso suspeito de manter três cães em situação de maus-tratos em Jaú

A Polícia Civil de Jaú (SP) prendeu nesta quinta-feira (10) um homem de 33 anos suspeito de manter três cães em situação de maus-tratos.

Acionados por servidores da Secretaria Municipal dos Direitos e da Proteção dos Animais sobre a situação confirmada de maus-tratos, policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) foram a uma casa no Jardim Padre Augusto Sani e prenderam em flagrante o suspeito.

Segundo a prefeitura, os cães estavam muito magros e infestados por carrapatos. Os animais foram resgatados, medicados, alimentados e levados para o Canil Municipal para tratamento. Quando estiverem recuperados, eles serão colocados para a adoção.

O suspeito foi levado para a Central de Polícia Judiciária (CPJ) indiciado por maus-tratos qualificado, crime que, segundo recente alteração legislativa, é inafiançável. A pena prevista é de dois a cinco anos de prisão, multa e proibição de guarda.

Nesta sexta-feira (11), durante a audiência de custódia, a Justiça converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva. O homem foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru.

Segundo o delegado Marcelo Tomaz Goes, titular da DIG de Jaú, este é o segundo caso na cidade de prisão pelo crime de maus-tratos a animais em que a prisão em flagrante é mantida pela Justiça.

O primeiro caso na cidade aconteceu em novembro do ano passado, quando uma pit bull foi resgatada muito debilitada e o dono teve a prisão preventiva decretada. Menos de um mês após o resgate, a cachorra, que ganhou o nome de Hope, já havia engordado dez quilos.

Fonte: G1 – Foto: Prefeitura de Jaú/Divulgação

Scroll Up