23 de julho, 2024

Últimas:

Homem é preso após matar esposa, esconder corpo e registrar o desaparecimento dela no litoral de SP

Anúncios

Um homem de 51 anos foi preso em flagrante por feminicídio e ocultação de cadáver da própria esposa. Dias antes da prisão, ele havia registrado um boletim de ocorrência afirmando que a esposa, de 45 anos, havia desaparecido. Após investigação da Polícia Civil (PC), o suspeito confessou que havia matado a companheira, pois ela queria ir morar com outro homem. O corpo da vítima foi localizado na beira de um rio.

Mulher de 45 anos foi morta pelo marido, de 51, pois segundo ele, a vítima queria sair de casa, em Bertioga, para morar com outro homem — Foto: Arquivo pessoal
Mulher de 45 anos foi morta pelo marido, de 51, pois segundo ele, a vítima queria sair de casa, em Bertioga, para morar com outro homem (Foto: Arquivo pessoal)

De acordo com a polícia, no último dia 22 de novembro, o homem foi até a Delegacia Sede de Bertioga registrar um boletim de ocorrência de desaparecimento da esposa Luana Scongelo.

Anúncios

Na tarde desta terça-feira (29), o corpo de uma mulher foi encontrado preso entre os galhos na beira de um rio, às margens da rodovia Manoel Hipolito do Rego. Os policiais da 3ª Delegacia de Homicídios da Divisão Especializada de Investigações Criminais (DEIC) de Santos foram até o local.

Corpo da vítima morta pelo marido foi encontrado presa em galhos à margem de um rio em Bertioga, próximo a rodovia Manoel Hipolito do Rego — Foto: Divulgação/Polícia Civil
Corpo da vítima morta pelo marido foi encontrado presa em galhos à margem de um rio em Bertioga, próximo a rodovia Manoel Hipolito do Rego (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O Corpo de Bombeiros também foi acionado, e teria afirmado aos agentes policiais que provavelmente a vítima estava enterrada nas margens acima do rio. Porém, por conta das fortes chuvas, o corpo teria sido arrastado pelas águas, ficando preso aos galhos.

Anúncios

Durante as investigações dos policiais da DEIC, foi verificado que as tatuagens no corpo da vítima eram semelhantes as de Luana, que supostamente havia desaparecido. O marido dela também estava no momento em que o corpo foi localizado. Segundo a Polícia Civil, ele demonstrava estar agitado e nervoso.

Investigadores da Polícia Civil suspeitaram sobre a identidade da vítima após verificarem que a tatuagem era igual a da mulher que supostamente havia desaparecido em Bertioga — Foto: Reprodução redes sociais
Investigadores da Polícia Civil suspeitaram sobre a identidade da vítima após verificarem que a tatuagem era igual a da mulher que supostamente havia desaparecido em Bertioga (Foto: Reprodução redes sociais)

Por conta das informações contraditórias sobre o motivo do desaparecimento esposa, os investigadores foram até a casa dele. Chegando à residência, localizada à Alameda Iguaçu, no bairro Parque Caiubura, os agentes realizaram a perícia no local. Eles encontram vestígios de sangue no meio do terreno, em uma mesa, no vaso sanitário e no tanque.

O homem confessou ter matado a companheira após uma discussão. Segundo ele, ela queria sair de casa para morar com outro homem. Ele informou também que a briga se estendeu até o lado de fora da casa, na beira do rio, onde ele golpeou a vítima quatro vezes com socos na cabeça, deixando-a caída no local.

Após as confissões, os policiais apreenderam as ferramentas que teriam sido usadas para ocultar o corpo da vítima. O homem foi encaminhado à delegacia e preso em flagrante pelo crime de feminicídio e ocultação de cadáver, sendo responsável por matar a própria esposa, segundo a Polícia Civil.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios A Textron Aviation Inc., uma empresa Textron Inc. (NYSE:TXT), anunciou hoje a opção de edição especial do 60 o...

Categorias