Hidrelétrica abre comportas para evitar mortandade de peixes em Barra Bonita

As comportas da hidrelétrica do Rio Tietê, em Barra Bonita (SP), foram abertas na manhã desta segunda-feira (3) como medida para minimizar o risco de sobrevivência de várias espécies por conta da queda dos níveis de oxigênio neste trecho do rio.

O alerta é da ONG Mãe Natureza e foi repassado às 6h30 para a AES Tietê, que administra a hidrelétrica. As comportas foram abertas 30 minutos após o comunicado.

Segundo a ONG, a queda dos níveis de oxigênio é provocada pela poluição que chega da região metropolitana da capital paulista.

O fenômeno acontece todo início de ano, quando as chuvas nas regiões do Alto Tietê e Metropolitana de SP arrastam para o interior a poluição que fica retida durante todo o período de estiagem.

Esse movimento da poluição causa a queda brusca dos níveis de oxigênio, muitas vezes colocando em risco a sobrevivência de diferentes organismos aquáticos e de mais de uma centena de espécies de peixes. O risco maior é para os alevinos (filhotes).

Segundo a ONG, a abertura das comportas minimiza a mortandade, porém, ao custo da perda de água para a geração de energia. Consultada, a AES Tietê não informou, até a publicação desta matéria, o nível do reservatório da hidrelétrica de Barra Bonita.

Ainda segundo a ONG, a permanência das comportas abertas tende a durar até que os níveis de oxigênio sejam restabelecidos.

Fonte: G1 – Foto: Arquivo Pessoal