Hamilton vence em Suzuka e iguala Senna; Massa é 17º

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Lewis Hamilton mostrou, na madrugada deste domingo, que dificilmente alguém vai lhe tirar o tricampeonato do Mundial de Fórmula 1 ao final de 2015. Na corrida do Grande Prêmio do Japão, o britânico, que saiu em segundo, ultrapassou o pole position e companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, logo na segunda curva da prova e assumiu a liderança para vencer a 14ª etapa do campeonato.

De quebra, Hamilton realizou o sonho de igualar o número de vitórias de seu ídolo na Fórmula 1, o brasileiro Ayrton Senna. Com o triunfo no circuito de Suzuka, o britânico chegou ao lugar mais alto do pódio pela 41ª vez na carreira e a oitava na temporada. Agora, ele lidera o Mundial 2015, com 277 pontos, 48 a mais que o segundo colocado e maior rival, Rosberg.

O pódio em Suzuka foi completado por Rosberg e Sebastian Vettel, da Ferrari, com a segunda e terceira posições, respectivamente. Kimi Raikkonen, que largou em sexto, terminou com a quarta colocação, logo à frente da Williams de Valtteri Bottas.

Felipe Massa teve o pneu dianteiro furado durante a largada ao se chocar com a Red Bull do australiano Daniel Ricciardo. O brasileiro da Williams sofreu para chegar nos boxes e voltou à pista no 20º e último lugar, conseguindo ultrapassar posteriormente apenas os carros da Manor, fechando sua desastrosa corrida na 17ª posição.

Xará e compatriota de Massa, Felipe Nasr, que largou em 16º ao ser beneficiado pelas punições a Daniil Kvyat e Max Verstappen, teve problemas com sua Sauber e abandonou na penúltima das 53 voltas da prova.

Quem também não saiu nada satisfeito da corrida foi o espanhol Fernando Alonso, que, por várias vezes, reclamou pelo rádio do motor da McLaren em plena casa da fornecedora Honda. “Motor de GP2, motor de GP2”, esbravejou o bicampeão, comparando a unidade de potência de seu carro aos de uma categoria inferior. Ele cruzou a linha de chegada em 11º, fora da zona de pontuação.

A corrida

Além da bela ultrapassagem de Hamilton, a largada foi marcada também pelo choque entre três carros. Felipe Massa saiu mal e teve o pneu dianteiro furado após tocar a traseira da Red Bull de Daniel Ricciardo. Na sequência, o brasileiro ainda se enroscou com a Force India de Sergio Pérez, que escapou da pista.

Os três pilotos foram obrigados a ir para os boxes para trocar os compostos e realizar ajustes nos bólidos. Massa foi o maior prejudicado: voltou à pista em último lugar, conseguiu ultrapassar apenas os carros da Manor e terminou na 17ª posição, já que a Sauber de Felipe Nasr não resistiu e quebrou a duas voltas para o término.

No pelotão da frente, o grupo dos cinco melhores passou a ser formado por Hamilton, Sebastian Vettel, Valtteri Bottas e Kimi Raikkonen em quinto, respectivamente.

Buscando se recuperar na corrida e encostar em Hamilton, Rosberg acelerou forte e deixou a Williams de Bottas para trás na 18ª volta. Mais tarde, no giro 31, ganhou a segunda colocação do compatriota Vettel, que não resistiu à velocidade da Mercedes na volta do pit-stop.

Longe de toda a confusão, Lewis Hamilton aproveitou para pisar fundo e abrir enorme distância para o segundo colocado, Rosberg. O britânico, assim como o alemão, utilizou a estratégia de apenas duas paradas e liderou a corrida de ponta a ponta sem ser ameaçado, obtendo a oitava vitória na temporada.

Confira como ficou a classificação do GP do Japão de Fórmula 1:

1: Lewis Hamilton (ING/ Mercedes)

2: Nico Rosberg (ALE/ Mercedes)

3: Sebastian Vettel (ALE/ Ferrari)

4: Kimi Raikkonen (FIN/ Ferrari)

5: Valtteri Bottas (FIN/ Williams)

6: Nico Hulkenberg (ALE/ Force India)

7: Romain Grosjean (FRA/ Lotus)

8: Pastor Maldonado (VEN/ Lotus)

9: Max Verstappen (HOL/ Toro Rosso)

10: Carlos Sainz Jr. (ESP/ Toro Rosso)

11: Fernando Alonso (ESP/ McLaren)

12: Sergio Pérez (MEX/ Force India)

13: Daniil Kvyat (RUS/ Red Bull)

14: Marcus Ericsson (SUE/ Sauber)

15: Daniel Ricciardo (AUS/ Red Bull)

16: Jenson Button (ING/ McLaren)

17: Felipe Massa (BRA/ Williams)

18: Alexander Rossi (EUA/ Manor)

19: Will Stevens (ING/ Manor)

Não completou

Felipe Nasr (BRA/ Sauber)

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes