Grécia abre novo acampamento para migrantes em ilha em meio a endurecimento de política

A Grécia abriu um novo campo de detenção para migrantes no sábado (18) na ilha de Samos (foto), perto da Turquia, e disse que outras novas instalações virão nos próximos meses, conforme o país endurece sua política de migração.

O ministro que abriu o acampamento disse que a instalação ofereceria “dignidade perdida” àqueles que buscam proteção. Grupos de ajuda humanitária disseram que o novo campo, que abrigará requerentes de asilo e pessoas a serem deportadas, parece mais uma prisão com a cerca coberta por arame farpado.

Grupos de ajuda humanitária afirmam que local parece uma prisão — Foto: Reuters
Grupos de ajuda humanitária afirmam que local parece uma prisão (Foto: Reprodução)

O país mediterrâneo esteve na linha de frente da crise migratória da Europa em 2015 e 2016, quando recebeu um milhão de refugiados que fugiam da guerra e da pobreza da Síria, Iraque e Afeganistão, chegando principalmente via Turquia.

O número de refugiados chegando ao país caiu desde então, mas com milhares de requerentes de asilo ainda detidos na Grécia, o governo conservador que assumiu o poder em 2019 endureceu sua postura sobre a migração.

Ele construiu uma cerca de 40 km na região de Evros, na fronteira com a Turquia, e lançou um concurso em toda a União Europeia neste verão para construir duas instalações nas ilhas de Samos e Lesbos para substituir os acampamentos antes superlotados.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up