23 de julho, 2024

Últimas:

Grávida presa nos EUA pede para ser solta pois seu feto é uma pessoa

Anúncios

Uma grávida acusada de assassinato e presa na Flórida, nos Estados Unidos, está pedindo para ser libertada sob o argumento de que seu feto é uma pessoa, que não é acusado de nada e, portanto, tem direito à liberdade, declarou nesta quinta-feira (23) o advogado do “filho nascituro”.

“A criança não pôde dizer nada quando a decisão de encarcerar a mãe foi tomada”, declarou William Norris à AFP.

Anúncios

Em julho de 2022, Natalia Harrell, de 24 anos e grávida de seis semanas naquele momento, segundo o processo judicial, foi detida e acusada de assassinato após matar uma mulher a tiros dentro de um carro Uber.

Harrell carregava uma pistola no bolso e “temia por sua vida e a de seu filho nascituro”, de acordo com o texto.

Anúncios

“A criança por nascer não foi acusada de nenhum crime pela promotoria” e está “encarcerada ilegalmente”, argumenta o documento, alegando que Harrell não recebeu os cuidados necessários conforme sua gestação.

Assim, o advogado solicita que ela seja colocada em liberdade por meio de habeas corpus, procedimento que permite a um preso impugnar sua condenação alegando que esta se deu em violação de direitos constitucionais.

“É interessante ver como avança a sociedade”, declarou Norris à AFP. “As pessoas estão começando a reconhecer que uma criança não nascida é uma pessoa”, acrescentou.

O caso lembra o de uma motorista grávida que foi multada pela polícia do Texas por dirigir em uma via compartilhada, que no ano passado argumentou que seu feto contava como passageiro. Ela levou o caso à justiça.

Esses casos ocorrem após a Suprema Corte dos Estados Unidos anular em junho de 2022 a histórica decisão Roe v. Wade, que garantia o direito à interrupção voluntária da gravidez a nível federal, deixando a escolha nas mãos de cada estado.

Embora não seja um resultado direto desta medida, o processo movido por Harrell, que agora está grávida de cerca de oito meses, é “uma consequência” dela, reconheceu William Norris.

Fonte: Yahoo!

Talvez te interesse

Últimas

O mercado de influenciadores digitais impulsiona a economia, atrai marcas e transforma a maneira de fazer negócios no Brasil...

Categorias