Governo de São Paulo decide manter o Campeonato Paulista em andamento

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O governo de São Paulo, ao menos por enquanto, decidiu manter os jogos de futebol no Estado.

No começo da semana, com o agravamento da pandemia, foi analisada a possibilidade de o Campeonato Paulista ser interrompido. A competição já teve disputadas as três rodadas iniciais, de um total de 12, da primeira fase.

Nesta quarta-feira, em entrevista coletiva, o governo evidenciou que os jogos estão mantidos, mas que a decisão pode ser repensada nos próximos dias.

– Essas recomendações do Ministério Público (de paralisação do campeonato) acompanham a discussão de medidas que podem ser necessárias para além do que temos hoje na fase vermelha. Estamos trabalhando em como viabilizar medidas que podem de fato aumentar o nível de isolamento social. O que precisamos é reduzir o contato entre as pessoas. Isso se faz ficando em casa. Já tivemos resultado positivo nos primeiros dias de fase vermelha. Elas (novas medidas restritivas) podem fazer parte de uma série de medidas que vão se somar ao que já temos hoje. Se for necessário, o governador vai anunciar assim que for conveniente – afirmou Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência de combate à Covid, ao ser questionado sobre a manutenção dos jogos de futebol.

A Federação Paulista de Futebol foi favorável à decisão de seguir com o futebol. A entidade se reuniu com o Ministério Público Estadual horas antes do anúncio do governo e defendeu a continuidade, sob o argumento de que os clubes conseguem manter um protocolo sanitário seguro. A CBF usou argumentos parecidos para também apoiar a manutenção dos jogos.

A decisão ocorre depois de o Procurador-geral de Justiça, Mario Luiz Sarrubbo, ter sugerido a suspensão de atividades esportivas e religiosas enquanto durasse a fase vermelha (a mais restritiva) do Plano São Paulo de combate à pandemia do novo coronavírus. Estão liberadas apenas as atividades consideradas essenciais.

A ideia sofreu resistência dos clubes participantes do Paulistão e da própria Federação Paulista de Futebol. Em nota, a entidade que comanda o futebol em São Paulo havia manifestado “contrariedade à recomendação”, citando “critérios científicos” para defender a continuidade do torneio.

Se fosse confirmada, esta seria a segunda paralisação no Campeonato Paulista em um intervalo de um ano. Em 16 de março de 2020, quando a pandemia começava a se espalhar pelo Brasil, a Federação Paulista anunciou que o futebol estava suspenso no Estado. Os jogos só voltaram quatro meses depois, em 22 de julho.

São Paulo registra mais de 62 mil mortes por Covid – e mais de 2 milhões de casos. A taxa de ocupação de UTI supera os 80% no Estado.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes