Região: Mãe de detento é flagrada com droga no meio da comida

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último final de semana (dias 12 e 13), agentes de segurança flagraram visitantes tentando entrar com drogas, anotações suspeitas e extratos bancários em presídios abrangidos pela Coordenadoria da Região Noroeste (CRN). Em um dos casos, mãe de um preso escondeu maconha no meio da comida. Em outro flagrante, os funcionários apreenderam entorpecente, anotações suspeitas e extratos bancários.

Em todas as ocorrências, a Polícia Militar (PM) foi acionada para registrar boletim de ocorrência. Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais ilícitos nas unidades prisionais.

Vale destacar que, mesmo com a ampla divulgação na mídia das crescentes apreensões em todo Estado de São Paulo, visitantes seguem tentando burlar as revistas, sem sucesso, graças à perícia de agentes penitenciários aliada à tecnologia dos scanners corporais.

Penitenciária ‘Valdic Junio Alves Primo’ de Avanhandava  

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava com 53 gramas de maconha escondidas em seu ânus, durante procedimento de revista pelo escâner corporal, por volta das 12h15 de sábado, dia 12.

A imagem mostrava um objeto suspeito na altura do quadril da visitante, que, após ser questionada, confessou a irregularidade e retirou de seu corpo a droga que entregaria para o filho preso.  

A mulher foi encaminhada à delegacia e presa em flagrante.    

Penitenciária I de Serra Azul


A Penitenciária I de Serra Azul registrou duas apreensões no domingo (13). A primeira ocorreu às 7h10, quando uma mulher foi barrada ao tentar entrar na unidade com droga, anotações e extratos bancários.

O flagrante se deu durante procedimento de revista pelo escâner corporal, cuja imagem mostrou objeto suspeito na região do quadril da visitante.

Questionada se havia algo introduzido em seu corpo, ela negou e se propôs a realizar exames médicos em um hospital. Enquanto aguardava a chegada dos policiais militares, a mulher permaneceu no hall da portaria.

No momento em que deixou o local, os funcionários fizeram uma vistoria e encontraram, escondidos em um buraco na parede por onde passa um cano, anotações consideradas impróprias, extratos bancários e maconha dentro de um absorvente.

Indagada novamente, a visitante assumiu ser de sua responsabilidade as anotações e extratos, mas negou que a droga era dela. Em seguida, a mulher foi encaminhada à delegacia para registro de um boletim de ocorrência.

MACONHA NA COMIDA

Ainda no período da manhã, por volta das 8h50, a unidade prisional registrou mais uma apreensão. Na ocasião, a mãe de um preso tentava entrar na penitenciária com maconha escondida no meio da comida.

O flagrante se deu durante revista realizada nos pertences da mulher, mais especificamente na vasilha plástica com alimentos. A visitante foi levada pela Polícia Militar (PM) até a delegacia da cidade e presa.

Nos três casos registrados, as unidades prisionais também instauraram Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam as drogas ou as anotações suspeitas.            

A SAP informa que pessoas flagradas tentando entrar com objetos ilícitos em presídios são automaticamente suspensas do rol de visitas.

Fonte: Assessoria

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes