Formula 1 no Mundo

Aos 36 anos e dono de uma carreira invejável no automobilismo, Lewis Hamilton é apontado por muitos especialistas como o maior piloto de todos os tempos da história da Fórmula 1 (F1). E, de fato, seus números na principal categoria do esporte a motor justificam a opinião daqueles que sustentam essa tese.

Com base nisso, na sequência destacaremos alguns dos principais recordes conquistados por Hamilton na F1. Algumas marcas que tinham como donos pilotos lendários e que pareciam insuperáveis há alguns anos, agora pertencem ao piloto principal da Mercedes.

Maior número de vitórias: 98

Com 98 vitórias na Fórmula 1, Hamilton já abriu sete de vantagem para o alemão Michael Schumacher, que ocupa a 2ª colocação no ranking geral de vitórias. O 92º triunfo do inglês veio na temporada passada, no GP de Portugal.

No grid atual da F1, o mais próximo de Hamilton no número de vitórias é o alemão Sebastian Vettel, dono de 53 triunfos e considerado pelo próprio inglês como o rival favorito dele na categoria. O espanhol Fernando Alonso, com 32 vitórias, completa esse pódio.

Número de títulos (empatado ao lado Michael Schumacher): 7

Empatado com Schumacher no número de títulos mundiais da F1, Lewis Hamilton tem como principal objetivo conquistar o octacampeonato mundial em 2022, feito que colocaria o inglês como o maior campeão absoluto da categoria de todos tempos.

No entanto, ele tem um rival duríssimo nessa briga pelo oitavo título em 2021: o holandês Max Verstappen. Desde a primeira corrida da temporada, que foi marcada por uma batalha épica entre os rivais, Hamilton e Verstappen vêm brigando corrida a corrida pelo campeonato mundial de pilotos em 2022.

Para se ter uma ideia, de acordo as probabilidades matemáticas fornecidas pelo site de apostas esportivas Betway, Hamilton e Verstappen têm praticamente a mesmas chances de título na atual temporada — tamanho é o equilíbrio entre eles até aqui.

Maior número de poles positions e pódios: 100 e 171, respectivamente

Com 100 poles positions na F1, sendo a última conquistada no GP da Espanha deste ano, Hamilton abriu vantagem de 32 poles sobre Schumacher. No grid atual, Vettel é o piloto mais próximo do inglês nesse quesito, com 57 poles conquistadas na carreira.

Quando o assunto são pódios, Hamilton também lidera essa estatística sobre boa parte em relação aos demais pilotos. Dono de 171 pódios, o inglês tem 16 a mais que Schumacher (2º) e 49 a mais que Vettel (3º).

Pole e vitória na mesma corrida: 59

Das 98 vitórias conquistas por Hamilton na Fórmula 1, 59 foram conquistadas com ele largando na 1ª colocação do grid. Assim como na maioria dos recordes conquistados pelo inglês, Schumacher aparece logo atrás de Hamilton, com 40 poles seguidas de vitórias na mesma etapa.

Vale destacar que grande parte das poles de Hamilton foram obtidas no cockpit da Mercedes — com o circuito australiano de Melbourne sendo o de maior êxito em poles positions para o inglês, local esse onde ele largou na primeira posição do grid em oito oportunidades.

Alguns recordes importantes que Hamilton ainda pode quebrar em 2021

Na atual temporada, Hamilton ainda pode conquistar marcas importantes na F1. Com quatro títulos consecutivos alcançados nos últimos anos (2017, 2018, 2018 e 2020), se Hamilton levar aquela que seria o seu quinto troféu seguido de campeão mundial de pilotos da categoria, o inglês se igualará a Schumacher nesse recorde. Entre os anos 2000 e 2004, o alemão venceu cinco títulos consecutivos com a Ferrari.

Não para por aí. Caso Hamilton vença o Circuito de Hungaroring, na Hungria, prova essa que está marcada para 1º de agosto, ele se tornará o primeiro piloto na história da categoria a vencer a mesma prova em nove oportunidades.

Hamilton ainda não definiu se continuará na Mercedes após a atual temporada

Imagem Pixabay

Com contrato até o final de 2021 com a Mercedes, Hamilton prefere esperar mais um pouco para definir o seu futuro na F1. Porém, no que depender de Toto Wolf, chefe da Mercedes, a renovação do piloto inglês não será um problema.

Em declarações recentes à “Sky Sports F1”, o chefe da Mercedes disse que não há obstáculos nas negociações com Hamilton e que ele está muito tranquilo no que se refere à continuidade do heptacampeão mundial equipe alemã a partir de 2022.

Scroll Up