FMB participa do 41º Congresso Brasileiro de Angiologia e Cirurgia Vascular

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) mantém suas ações nas áreas do ensino, pesquisa e extensão no cenário nacional e internacional. Entre os dias 6 e 10 de outubro a Instituição, por meio de seu Departamento de Cirurgia e Ortopedia, participou do 41º Congresso Brasileiro de Angiologia e Cirurgia Vascular. O evento, realizado no Rio de Janeiro, recebeu especialistas brasileiros e estrangeiros.
Durante os cinco dias, palestras, cursos, debates e mesas redondas foram promovidas visando construir um espaço para atualização científica. “Procuramos reunir, na exposição que se realizou, o maior número de empresas fornecedoras de produtos, equipamentos e serviços que contribuem para o desenvolvimento de nossa atividade, transformando o espaço em mais um ponto de atualização e aperfeiçoamento”, diz a mensagem do presidente do Congresso no site do evento. 
Homenagem
O professor Winston Bonetti Yoshida, do Departamento de Cirurgia e Ortopedia da FMB, e membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) foi homenageado durante o evento. “Recebi a maior honraria oferecida pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, que é a medalha de honra René Fontaine, no grau de  Grão-Mestre”, explica o docente.
Livro
O 41º Congresso Brasileiro de Angiologia e Cirurgia Vascular foi palco do lançamento da quinta edição do livro “Doenças Vasculares Periféricas”. A obra foi editada por professores da Disciplina de Cirurgia Vascular da FMB (Francisco Humberto A. Maffei – professor emérito da Faculdade – Winston Bonetti Yoshida, Hamilton A. Rollo, Regina Moura, Marcone Lima Sobreira, Mariangela Giannini e Sidnei Lastória).
“Este livro tornou-se, desde 1988  (primeira edição), uma das maiores referências da nossa especialidade e teve sempre grande sucesso editorial a ponto de ter agora sua quinta edição com mais de 2800 páginas”, destaca Winston.
Sobre a obra
O grande avanço nesta área de conhecimento, especialmente nos métodos diagnósticos e nas técnicas terapêuticas, levou à elaboração da quinta edição deste consagrado tratado, que certamente contribuirá para a formação e a atualização de várias gerações de cirurgiões vasculares e angiologistas, bem como para a divulgação da experiência desta especialidade no Brasil.
Doenças Vasculares Periféricas – quinta edição – apresenta textos revisados e atualizados, alguns totalmente reescritos, ilustrações e algoritmos redesenhados, além de 27 capítulos inéditos, que abordam temas de grande relevância, como as novas técnicas e táticas endovasculares, que atualmente constituem o tratamento de escolha inicial para a maioria dos pacientes. Em relação à estrutura, mantém a divisão em partes, nas quais são abordados os diversos aspectos dos sistemas vasculares, incluindo anatomia, histologia e fisiologia, as doenças que os acometem, englobando os tópicos sobre epidemiologia, patologia, fisiopatologia, diagnóstico clínico e instrumental, e o tratamento adequado, seja clínico, cirúrgico convencional, endovascular ou videoscópico.
Fonte: Assessoria de Imprensa

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes