Florence perde força, mas ainda causa chuvas intensas nos EUA; mortes chegam a 31

O número de mortos pela passagem do furacão Florence pela costa sudeste dos Estados Unidos chegou a 31 após a confirmação da morte de um bebê, informaram nesta segunda-feira (17) o Departamento de Segurança Pública da Carolina do Norte e veículos de imprensa da Carolina do Sul.

São 25 mortos na Carolina do Norte e seis na Carolina do Sul.

O bebê, de três meses, não resistiu aos ferimentos causados pela queda de uma árvore que atingiu a casa na qual estava na tarde de domingo, informou uma autoridade do condado de Gaston, na Carolina do Norte.

O furacão, que perdeu força e já se transformou em depressão tropical, se encontra nesta segunda no extremo oeste do estado da Virgínia, com ventos sustentados de 50 quilômetros por hora.

Florence avança rapidamente em direção ao nordeste e levará intensas chuvas ao estado de Nova York e à região da Nova Inglaterra.

Enquanto isso, partes da Carolina do Norte, Carolina do Sul e Virgínia Ocidental continuarão sofrendo com as fortes chuvas, alertaram as autoridades.

De acordo com o último boletim do Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês) dos EUA, os meteorologistas indicaram que continuam vigentes os alertas de inundações em grande parte do litoral sudeste do país.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda a aprovação da declaração de estado emergência na Carolina do Sul por causa da devastação provocada pelo Florence.

A declaração autoriza o Departamento de Segurança Nacional (DHS) e a Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema) a coordenarem todos os esforços de socorro em casos de desastre e a destinarem verbas federais para enfrentar a tragédia. A assistência financeira será colocada à disposição de diversas instituições – governamentais e civis -, com o objetivo de implantar “medidas de proteção de emergência” na região.

O olho da tempestade Florence, que chegou a ser um furacão de categoria 4 na escala de intensidade Saffir-Simpson, tocou o solo na sexta-feira, já rebaixado à categoria 1.

Embora sua intensidade tenha diminuído nos últimos dias e agora seja considerada tempestade tropical, os fortes ventos e, principalmente, a quantidade de chuva que gerou, provocaram inundações significativas e obrigaram milhares de pessoas a deixarem suas casas.

Apesar do progressivo enfraquecimento da tempestade devido ao afastamento do litoral, especialistas do Serviço Meteorológico Nacional (NWS) alertaram que Florence representa “uma situação incrivelmente séria” para amplas porções na Carolina do Norte e na Carolina do Sul.

Veleiro foi jogado pelos fortes ventos do Florence contra casa em New Bern, na Carolina do Norte (Fotos: Reprodução)

Mortes atribuídas ao Florence

A imprensa dos EUA detalhou a maioria das mortes relacionadas ao Florence até o momento:

  • Um bebê de 3 meses morreu depois que uma árvore caiu em uma casa móvel em Dallas, Carolina do Norte.
  • Um homem morreu quando um caminhão bateu em um viaduto numa rodovia em Kershaw County, Carolina do Sul.
  • Um homem se afogou em um veículo capotado em uma estrada inundada no condado de Georgetown, Carolina do Sul.
  • Três pessoas morreram em enchentes nas estradas no condado de Duplin, Carolina do Norte.
  • Duas pessoas morreram em um incêndio relacionado à tempestade no Condado de Cumberland, Carolina do Norte
  • Uma mãe e uma criança foram mortas quando uma árvore caiu em sua casa em Wilmington, Carolina do Norte.
  • Duas pessoas morreram de envenenamento por monóxido de carbono que vazou de um gerador em Horry County, Carolina do Sul.
  • Uma mulher na Carolina do Sul morreu depois de bater em uma árvore caída enquanto dirigia.
  • Uma mulher sofreu uma parada cardíaca em Hampstead, no condado de Pender, na Carolina do Norte. Quando a equipe de emergência tentou atendê-la, o caminho estava bloqueado por árvores caídas.
  • Outra pessoa morreu no condado de Pender, segundo o diretor de gerenciamento de emergência, mas nenhum detalhe estava imediatamente disponível.
  • Um homem foi morto enquanto cuidava de seus cães em Lenoir County, Carolina do Norte.
  • Outro homem no condado de Lenoir foi eletrocutado ao tentar conectar dois cabos de extensão.
  • Um homem de 81 anos caiu e bateu com a cabeça enquanto fazia as malas para fugir da enchente em Wayne County, Carolina do Norte.
  • O motorista de uma camionete morreu na manhã de domingo em Lexington County, na Carolina do Sul, quando o veículo entrou uma via alagada, ele perdeu o controle e bateu em uma árvore.
  • Uma mulher morreu quando seu veículo colidiu com uma árvore em Union Count, na Carolina do Norte.

 

Fonte: Yahoo!

Scroll Up