Fazendeiro diz que funcionários viram suspeito de matar três pessoas em Goiás

Funcionários de uma fazenda em Gameleira de Goiás, a 95 km de Goiânia, relataram que viram, nesta sexta-feira (3), um homem que eles acreditam ser Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, suspeito de matar três pessoas. Segundo o fazendeiro João dos Reis, eles disseram que estavam em uma estufa de plantio de pimentões quando avistaram o criminoso e o reconheceram por conta de uma tatuagem e do porte físico.

“Ele tentou pegar os três meninos que estavam dentro da estufa. Aí, quando o menino [funcionário] saiu correndo para me chamar, ele [Wanderson] saiu correndo. Ele correu para o mato lá para dentro”, contou o fazendeiro.

Conforme os funcionários, o homem entrou na estufa e perguntou se tinha emprego. Eles acharam estranho, mas observaram uma tatuagem na mão do rapaz, além da fisionomia dele. Após suspeitarem que seria o criminoso, um dos trabalhadores saiu do local e disse que chamaria o patrão.

“Ele falou com nós ali. Eu acho que ele desconfiou e saiu vazado”, disse um dos funcionários.

Wanderson Mota Protácio é suspeito de matar três pessoas em Corumbá de Goiás, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Wanderson Mota Protácio é suspeito de matar três pessoas em Corumbá de Goiás, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Após ser alertado pelos colaboradores, o fazendeiro chamou a polícia. Logo, a corporação iniciou uma caçada pelo criminoso na região da fazenda. A polícia ainda usou um drone para tentar avistar Wanderson do alto, mas, até a noite desta sexta-feira, ele segue foragido.

Após suposta aparição de Wanderson na cidade, até uma escola, onde estudam 220 alunos, ficou fechada nesta sexta-feira. Com medo, os pais não mandaram os filhos para aula, que acabou acontecendo de forma virtual. A mãe de aluno Tatiane Andreia Rodrigues Pereira achou a atitude prudente.

“Para segurança deles, para não ter que correr risco, né? eu concordo porque os meninos tem uns que saem muito mais cedo que os meus, aí é difícil, é perigoso porque [o suspeito] pode estar escondido perto, é difícil, né”, disse a dona de casa.

Crimes

Ranieri Aranha, Geysa Aranha (filha de Ranieri) e Roberto Clemente, mortos por Wanderson Protácio em Corumbá de Goiás — Foto: Montagem/g1
Ranieri Aranha, Geysa Aranha (filha de Ranieri) e Roberto Clemente, mortos por Wanderson Protácio em Corumbá de Goiás (Foto: Montagem/g1)

Segundo as investigações, no dia 28 de novembro deste ano, Wanderson matou primeiro a sua esposa, Ranieri Aranha, que estava grávida dele, a enteada Geysa Aranha, de 2 anos e nove meses, a facadas.

Em seguida, ele matou o fazendeiro Roberto Clemente, de 73 anos, com um tiro na cabeça para roubar a caminhonete dele e fugir da cidade. Wanderson Mota ainda tentou estuprar a esposa do fazendeiro e atirou no ombro dela. Ela sobreviveu e foi levada a um hospital.

Fuga

  • 28 de novembro: Waderson Mota Protácio matou a mulher e a enteada a facadas na casa onde morava com elas na zona rural de Corumbá de Goiás, segundo a polícia. Em seguida, conforme a corporação, furtou um revólver e matou a tiros o fazendeiro Roberto Clemente, que era vizinho, além de tentar estuprar a mulher de Roberto e atirar no ombro dela antes de fugir com a caminhonete roubada do casal;
  • 28 de novembro: o caseiro se acidentou com o veículo roubado e o abandonou na GO-225, ainda em Corumbá de Goiás. Da rodovia, ele fugiu para Alexânia e chegou à cidade no mesmo dia. O delegado Tibério Martins acredita que ele continuou o percurso a pé ou de carona;
  • 29 de novembro: Em Alexânia, onde tem parentes, ele tentou pegar dinheiro para fugir e vendeu celulares. No mesmo dia, pegou um táxi e foi para Abadiânia, uma cidade próxima de Alexânia;
  • 2 de dezembro: Wanderson Mota teria recebido carona de moto de um morador de Mocambinho, povoado de Gameleira de Goiás. A polícia intensificou as buscas na cidade para tentar prender o fugitivo.
  • 3 de dezembro: Polícia intensificou buscas em Gameleira de Goiás, após funcionários de uma fazenda afirmarem terem visto Wanderson Mota.

Fonte: G1

Scroll Up