24 de maio, 2024

Últimas:

Família do interior de SP rastreia carro e descobre jovem morto em praia no litoral de SP

Anúncios

A família de Michel Florêncio da Silva, de 25 anos, que foi encontrado morto em uma praia do litoral de São Paulo, cobra mais empenho da polícia na investigação para descobrir como o jovem morreu. O morador de Cotia, no interior do estado, estava desaparecido desde quinta-feira (14). O carro alugado por ele foi rastreado e encontrado vazio em Santos momentos antes do corpo ser achado.

Neste domingo (17), o irmão do rapaz, Guilherme Florêncio da Silva, de 21 anos, contou que o corpo foi encontrado na Praia do José Menino, no sábado (16), e já foi reconhecido pela família. Ele estranhou o fato da vítima estar no litoral paulista, uma vez que não gosta de ir à praia.

Anúncios

“Aparentemente [estava] sozinho, mas ele não costuma vir [para o litoral]. Ele nem gosta de praia. Não sabemos [o que aconteceu]. Tem uma câmera em frente [o local] onde o carro estava, mas só o delegado consegue liberar”, disse o rapaz.

Segundo ele, antes da notícia da morte, os parentes conseguiram localizar o carro usado por Michel pelo rastreador GPS do veículo, que era alugado e estava estacionado na Avenida Presidente Wilson, na orla do bairro do José Menino.

Anúncios

De acordo com Guilherme, os familiares tentaram registrar o desaparecimento após ele não responder as mensagens, logo após descobrirem que o automóvel estava em Santos. No entanto, foram orientados a realizar o boletim de ocorrência na cidade do litoral.

“Nós fomos até o carro primeiro, e estava fechado. Viemos com o dono [locador] que conseguiu abrir [a porta]. Dentro do carro estava a carteira e a chave de casa. Só não estava o celular e meu irmão”, disse o parente.

Corpo de Michel Florêncio da Silva, morador de Cotia (SP), foi encontrado na faixa de areia da Praia do José Menino, em Santos (SP). (Foto: Arquivo Pessoal)

Corpo encontrado

A família apresentou o caso à polícia da cidade e, durante as buscas, foi chamada para reconhecer um corpo encontrado, no sábado (16), e que batia com as descrições de Michel. De acordo com o Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar), ele estava em avançado estado de decomposição, na faixa de areia próximo ao canal 1.

A Unidade de Suporte Avançado (USA) foi acionada ao local e constatou a morte. O GBMar informou que não foi possível identificar se a causa foi afogamento ou trauma, e que a polícia aguardou a chegada do carro do Instituto Médico Legal (IML) para onde foi levado e reconhecido pela família.

Sem perícia?

Corpo de Michel Florêncio da Silva, morador de Cotia (SP), foi encontrado na faixa de areia da Praia do José Menino, em Santos (SP). (Foto: Arquivo Pessoal)

O irmão da vítima contou que, após o carro ter sido encontrado, a polícia não realizou uma perícia no automóvel para verificar eventuais marcas de sangue ou algum sinal que pudesse indicar algum crime, e liberou que o proprietário retirasse o veículo do local.

“Nós tivemos que fazer a perícia e olhar o carro. Se tivesse um sangue, alguma coisa dentro do carro, as provas ficaram por lá”. Guilherme ressaltou que a família busca respostas, e que a polícia investigue o que aconteceu a partir das câmeras de monitoramento. Segundo ele, havia uma bem em frente ao carro.

Questionada, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou apenas que o caso é investigado pelo 7° Distrito Policial (DP) do município. O caso foi registrado morte suspeita na Central de Polícia Judiciária (CPJ).

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Reforçadas pela tradição japonesa e pela forte imigração na região paulistana, arquitetura tradicional nipônica se une à brasileira em construções...

Categorias