Ex do vereador Doutor Jairinho diz que ele foi violento com filha dela

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Uma ex-namorada do vereador Doutor Jairinho acusa o padrasto do menino Henry de ter sido violento com a filha dela, anos atrás. Ela afirma ainda que recebeu uma ligação do vereador logo após a morte do menino.

Essa acusação levou à abertura de uma nova investigação, desta vez na Delegacia da Criança e do Adolescente vítima, no Centro do Rio.

A polícia ouviu na quarta-feira (24), o depoimento de uma jovem de 13 anos. A adolescente é filha da mulher que teve um relacionamento com o vereador Doutor Jairinho durante dois anos. O depoimento da adolescente foi registrado como denúncia de tortura.

Agressões aos 4 anos

A garota contou ter sofrido agressões do vereador quando tinha 4 anos de idade. No depoimento, que foi filmado e acompanhado por um psicólogo, a menina relatou diversas agressões que teria sofrido durante o relacionamento da mãe com o vereador.

A mãe da adolescente, que em depoimento também relatou ter sido vítima de violência do vereador, decidiu fazer a denúncia após a morte do menino Henry.

O advogado do vereador disse que a mãe da adolescente perseguia Jairinho.

No dia 18 de março, a mulher usou uma rede social para entrar em contato com Leniel Borel, pai do Henry.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Ela contou que achava ter sido negligente quando a violência aconteceu com a filha, e alegou que teve muito medo de denunciar.

“Passei os piores dias da minha vida com ele. Hoje não consigo olhar no olho da minha filha por tudo o que ele fez e eu não vi. Não percebi. Ela tinha a idade do seu pequeno, 4 anos, eu me culpo todos os dias da minha vida”, escreveu para Leniel Borel.

A mãe da jovem disse em depoimento na Delegacia da Barra, que após a morte do Henry, ela recebeu uma ligação de Doutor Jairinho, com quem não falava há muito tempo, e que considerou como uma forma de intimidação.

Doutor jairinho nega que tenha cometido qualquer violência.

O advogado do vereador afirma que a testemunha é suspeita porque foi apresentada à polícia pela defesa do pai do Henry. A defesa de Leniel nega.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes