EUA e Rússia assinam protocolo para segurança aérea na Síria

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Estados Unidos e Rússia assinaram na terça-feira um memorando de entendimento que estabelece medidas de segurança aérea para que os pilotos de ambos os países informem claramente suas posições durante os bombardeios que realizam sobre a Síria – informou o Pentágono.

“Com as assinaturas de hoje, o memorando de entendimento já está em vigor”, afirmou o porta-voz do Pentágono, Peter Cook, acrescentando que o texto “foi assinado há pouco tempo, hoje cedo”.

Segundo Cook, o documento firmado insiste no profissionalismo dos pilotos, aconselha o uso de algumas frequências de rádio comuns e preconiza a criação de uma linha de comunicação secundária em terra.

O porta-voz americano garantiu que o acordo não é o ponto de partida de uma cooperação mais ampla entre Estados Unidos e Rússia na Síria.

“Não há zonas de cooperação, nem se compartilhará informação sobre alvos”, esclareceu Cook.

“Continuamos achando que a estratégia da Rússia na Síria é contraproducente e que seu apoio ao presidente Al-Assad apenas agravará a guerra civil”.

A imprensa russa noticiou que um memorando foi assinado para evitar incidentes entre os aviões dos dois países no céu sírio.

“O memorando contém uma série de regras e de restrições para evitar incidentes entre os aviões russos e americanos” que realizam, como parte de diferentes operações, ataques aéreos contra o grupo Estado Islâmico (EI) na Síria, afirmou o vice-ministro russo da Defesa, Anatoly Antonov, citado por agências de notícias russas.

Os Estados Unidos lideram uma coalizão internacional que vem realizando incursões contra o EI há mais de um ano.

A Rússia também alega atacar o EI e outros grupos “terroristas”, apesar de o Pentágono afirmar que Moscou bombardeia, principalmente, os rebeldes que lutam contra as forças do governo de Bashar al-Assad.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes