Você é obcecado por limpeza? Dependendo do grau, pode indicar transtorno ansioso

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Se você costuma sempre ficar atento a qualquer sujeirinha ou mancha no chão, paredes ou mesmo objetos de casa e não se tranquiliza até limpar a área, como um verdadeiro ritual, saiba que pode, mesmo sem perceber, sofrer de transtorno ansioso.

Para testar a ideia já suposta de que existe uma relação entre ansiedade e ritualização, um estudo realizado pela Universidade de Connecticut selecionou 62 estudantes com menos de 24 anos para um experimento que poderia comprovar a tese.

Os participantes usaram monitor de frequência cardíaca e um aparelho no pulso que media a movimentação das mãos. Sentados diante de um objeto decorativo, eles foram divididos em dois diferentes grupos.

O primeiro grupo recebeu a informação de que, depois de analisar o objeto, deveria fazer um discurso sobre ele para um especialista em arte. A outra metade dos participantes não teria a obrigação de realizar a palestra.

Depois da observação, todos os voluntários deveriam limpar o objeto com um pano até que considerassem que a peça estava completamente higienizada

Os pesquisadores observaram que o grupo que supostamente deveria fazer o discurso sobre o objeto apresentava maior aceleração na frequência cardíaca e realizava mais movimentos repetitivos na limpeza da peça do que o grupo que não recebeu a orientação para realizar a palestra.

De acordo com os estudiosos, a ameaça de falar em público desencadeou o comportamento repetitivo de limpeza, mesmo quando os participantes não percebiam conscientemente a situação como estressante. Os dados sugerem, então, que a ritualização pode ser uma resposta natural à ansiedade.

Crises de ansiedade podem afetar qualquer pessoa em diferentes momentos ao longo da vida, mas elas aparecem repetidas vezes e passam a atrapalhar o dia a dia, normalmente se caracterizam como resultado de um transtorno de ansiedade.

O transtorno de ansiedade, ao contrário de uma simples crise passageira, tem como características uma alteração comportamental intensa, persistente e que causa sofrimento e prejuízo ao indivíduo e, por isso, deve ser tratado com terapia e, em alguns casos, medicamentos controlados.

Fonte: Vix

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes