Vilão da dieta? Pesquisa afirma que o estresse pode dificultar o emagrecimento

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Perder aqueles quilinhos indesejados não é fácil. E nos momentos estressantes é quase impossível recusar as tentações, não é mesmo? Pois a ciência acaba de descobrir que o motivo pelo qual as guloseimas ficam quase irresistíveis em situações difíceis ESTÁ NO CÉREBRO HUMANO.

De acordo com a pesquisa realizada na Universidade de Zurique, PASSAR POR SITUAÇÕES ESTRESSANTES IMPACTA NA ATIVIDADE CEREBRAL de tal maneira que o autocontrole e a determinação para atingir metas a longo prazo ficam comprometidas. Assim, A TOMADA DE DECISÕES É PREJUDICADA e esse pode ser o motivo principal pelo qual as pessoas não conseguem manter suas dietas.

Para chegar a essa conclusão, foram entrevistados 51 homens que se exercitam e mantêm uma alimentação saudável, mas que ainda assim se permitem comer algo fora do cardápio de vez em quando. Metade deles foi colocada em uma situação estressante: MANTER UMA DAS MÃOS EM UM BALDE DE GELO durante 3 minutos. O outro grupo teria que deixar, durante o mesmo período de tempo, as mãos em água morna.

Após os processo, os participantes passaram por uma RESSONÂNCIA MAGNÉTICA ao escolher entre imagens de comida para comer em sua próxima refeição. Enquanto o grupo da água morna mantinha a alimentação saudável, os membros da primeira metade, em sua grande maioria, optou por ALIMENTOS MAIS SABOROSOS E MENOS SAUDÁVEIS. O exame mostrou que o cérebro de alguém, ao passar por uma situação estressante, interpreta queDEVE SER RECOMPENSADO, e essa recompensa frequentemente vem em forma de uma comida mais calórica.

A alternativa dada pelos especialistas, portanto, é não ter junk food em casa para que, em momentos de estresse, você não seja SABOTADA PELA PRÓPRIA MENTE.

Fonte: Daquidali

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes