Snacks, webcams e pijamas lideram crescimento nas vendas online

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O isolamento levou todos para dentro de suas casas, mudou hábitos e forçou os consumidores a enfrentarem situações nunca antes vividas. Tais mudanças resultam em novas prioridades no consumo. E foi o que aconteceu com snacks, pijamas e, pasmem, as webcams; que viram suas vendas online dispararem durante a segunda semana de abril, de acordo com um estudo realizado pela Criteo.

Snacks

No Brasil a demanda por snacks cresceu 722%, acima de outras categorias como chocolates, balas, pães e doces, que estavam em alta nas duas semanas anteriores. Em média a compra de alimentos online aumentou 233% neste período.

Webcams em alta

– Continua depois do anúncio –

Já fazia muito tempo que eu sequer escrevia a palavra webcam, mas elas voltaram com tudo nos últimos dias. Isso porque com a nova rotina de trabalho e estudo em casa, os consumidores estão investindo em equipamentos de tecnologia para se manterem conectados, produtivos e entretidos. Tripés e acessórios para câmera também estão entre os itens que mais crescem na categoria.

Ainda na categoria de eletrônicos, a Criteo viu um aumento nas vendas de jogos no Brasil, que registrou um aumento de 282% na segunda semana de abril. Outras categorias que registraram um crescimento importante foram acessórios para computador, televisões, produtos de impressã, cópia, digitalização, fax (sério?), computadores e roteadores.

Pijamas e roupas de cama

Passando mais tempo em casa, a gente começa a se dar conta de prioridades que a vida movimentada de antigamente sequer permitia perceber. Com isso a procura de roupas mais confortáveis como pijamas, e até mesmo roupas de cama tiveram aumento de 125% nas vendas online realizadas no início de abril.

A demanda online por móveis residenciais também cresceu. Mesas e bancadas para trabalho estão no topo da lista com um aumento de 120% nas compras, seguidas de itens como camas, mesas e móveis de cozinha, à medida que as pessoas querem mais conforto em casa para trabalhar, estudar e viver.

As vendas de produtos de autocuidado também registraram aumento. A venda de hastes flexíveis com algodão cresceram 389% nas operações de comércio eletrônico brasileiro na segunda semana de abril. Outras categorias que aparecem na seqüência entre as que mais cresceram são artigos femininos, de cuidados respiratórios, cosméticos e maquiagem.

As análises da Criteo são baseadas em um banco de dados com informações de mais de 80 países e 2 bilhões de compradores mensais ativos, que gastam cerca de US$ 900 bilhões anualmente em aproximadamente 20.000 sites de comércio eletrônico. A partir desse enorme conjunto de dados, a Criteo pôde observar tendências globalmente e entre regiões – Ásia-Pacífico, Europa e Américas.

Fonte: Geek Publicitário

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes