72% das mulheres preferem ter mais qualidade de vida a dinheiro, aponta pesquisa

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

As mulheres conquistaram sua independência, são chefes de família e cada vez mais desempenham um papel importante e decisivo para a economia do país. Ainda assim, o estigma de consumista continua a persegui-las. Na contramão do clichê, uma pesquisa brasileira realizada pela internet constatou que 72% das entrevistadas preferem ter qualidade de vida a dinheiro.

Para chegar neste resultado, o site FINANÇAS FEMININAS dispôs um questionário online que foi respondido por 991 MULHERES, sendo que 59% eram casadas e 49% têm filhos. Do total,33% revelou arcar com pelo menos metade das despesas da casa e 17% bancam as contas sozinhas, por serem solteiras ou divorciadas.

Quando questionadas sobre DÍVIDAS, 48% delas afirmaram não estar endividadas no momento e 28% nunca estiveram. Entre as participantes que devem dinheiro, cerca de 20%está nesta situação a mais de um ano.

Fazer controle de todos os gastos é algo que 40% das respondentes fazem, anotando para onde está indo o dinheiro. Já 27% admitiram abastecer uma planilha, 19% usam apenas as informações do extrato bancário e 7% se adaptaram ao uso de aplicativos do gênero.

A chegada da fatura do cartão de crédito assusta apenas 20% das participantes, a maioria delas (60%) afirmou não temer esta conta exatamente por saber o que foi gasto, e 20% não possuem cartões.

Foto: Alberto Bogo/iStock

Poupar dinheiro ainda é algo que as mulheres fazem sem regularidade, como afirmaram 48%. Só 15% das entrevistadas revelou estarem organizadas para poupar determinada quantia por mês, e 36% contou que, no fim do mês, nunca sobra nada para ser adicionado às economias.  

Comprar a casa própria é o 19% das participantes que conseguem economizar querem. Em seguida, na lista de desejos, elas se preocupam com reservas emergenciais (16%), viagens (10%), adquirir um carro (8%) e no futuro dos filhos e aposentadoria tranquila (3%).

Apesar de 73% das entrevistadas afirmarem que possuem reservas em poupança,77% disseram que sentem dificuldades em entender os diversos tipos de investimentos.

A pesquisa também questionou sobre o que as mulheres gostariam de ganhar mais, e 72%mencionou que prefere ter mais qualidade de vida a dinheiro. Em relação aos sonhos, 25%disseram ter planos bem definidos e 30% não fazem nenhum tipo de planejamento.

No final, a pesquisa pediu às entrevistadas para que contassem o que é “ter sucesso” para elas. Para 58% equilibrar carreira e família é o significado de ser bem-sucedida. Já19% entendem que é ser reconhecida e ter realização profissional, 10% acham que é ter um cargo alto com um bom salário.

Fonte: Daquidali

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes