2019 ou 2020: quando termina realmente esta década?

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O fim do ano está chegando – e você provavelmente está se preparando para as festas em que se despedirá dele e dará as boas-vindas ao ano novo.

Mas se você está pensando que, com o final de 2019, também termina uma década, pode ser que tenha de refazer as contas.

2020 marca o começo de uma nova década?

2020 marca o começo de uma nova década?

Essa é uma confusão que inundou as redes sociais neste mês. A Real Academia Espanhola, tutela oficial da língua castelhana (como a Academia Brasileira de Letras), teve de esclarecer a questão.

A década termina em 2019?

Consultamos especialistas.

Uma questão matemática

Homem participa da contagem regressiva para o Ano Novo, em Pequim, na China  — Foto: Jason Lee/ Reuters

Homem participa da contagem regressiva para o Ano Novo, em Pequim, na China — Foto: Jason Lee/ Reuters

Nas redes sociais, vários usuários estão se despedindo da década.

E, no mundo hispânico, um debate começou quando, no começo de dezembro, um usuário no Twitter perguntou à RAE (Real Academia Espanhola) se a próxima década começava no dia 1º de janeiro de 2020 ou 2021.

A Real Academia Espanhola respondeu que a nova década começará em 2021 porque “cada década começa em um ano acabado em 1 e termina em um ano acabado em 0”.

“Assim, a primeira década do século 21 é a que vai de 2001 a 2010; a segunda, de 2011 a 2020, etc”, completou, citando o Dicionário Panhispânico de Dúvidas.

“Vivi uma mentira a vida inteira”, escreveu uma usuária.

“Então, todo mundo errou ao celebrar o novo milênio em 2000”, publicou outro.

O esclarecimento da RAE coincide com a explicação matemática.

“A RAE deixa bastante claro e é uma questão matemática. A década não começa com o ano 0. Começa a contar a partir do ano 1”, diz à BBC Eugenio Manuel Fernández Aguilar, físico espanhol.

“Se contarmos para trás, temos o -1, então pulamos o ano 0. Ao pularmos o ano 0, se contarmos 10, vamos de 1 ao 10, não de 1 a 9. Então, uma década termina em 10. E a segunda década é do ano 11 ao 20”, afirma.

Década vs. decênio

Fogos de artifício explodem sobre o rio Chao Phraya durante o ano novo em Bangkok, na Tailândia. — Foto: AP Photo/Sakchai Lalit

Fogos de artifício explodem sobre o rio Chao Phraya durante o ano novo em Bangkok, na Tailândia. — Foto: AP Photo/Sakchai Lalit

Tudo parece indicar que a confusão sobre se a década termina ou não em 2019 surge porque os conceitos de década e decêncio não significam a mesma coisa

Embora as duas palavras signifiquem “período de 10 anos consecutivos”, decênio se usa para designar o período de 10 anos entre quaisquer dois anos.

“Decênios são 10 anos e podemos começar onde quisermos”, reforça o físico Fernández.

“É muito frequente expressar os decênios tomando como limite os anos que terminam no mesmo número (1578-1588), mas é preciso saber que esse costume implica uma inexatidão, já que esses limites compreendem, na realidade, 11 anos e não 10, já que o cômputo inclui tanto o primeiro ano quanto o último”, esclarece a RAE.

Uma década, por sua vez, designa em especial um período de 10 anos referente a cada uma das dezenas do século (ano 10, 20, 30 etc).

Cada uma das 10 décadas de cada século começa em um ano acabado em 1 e termina em um ano acabado em 0; assim, a primeira década do século 20 é a que vai de 1901 a 1910; a segunda, de 1911 a 1920; a terceira, de 1921 a 1930, etc.

“Um problema para é que dizemos ‘anos 20’ e ‘anos 80’ e isso dá a ideia de que começa em 1920 ou 1980. Mas aqui não estamos nos referindo à década, mas a um decênio. Decênio e década não são a mesma coisa”, insiste Fernández.

“Do ponto de vista matemático, uma década é contada a partir do 1, não do 0. Essa década em que estamos, que começamos a contar realmente em 2011, termina ao fim de 2020”, resume.

Mas o que é oficialmente uma década?

Menina faz pintura de '2020' no rosto em Ahmedabad, na Índia, para celebrar o Ano Novo nesta terça (31). — Foto: Amit Dave/Reuters

Menina faz pintura de ‘2020’ no rosto em Ahmedabad, na Índia, para celebrar o Ano Novo nesta terça (31). — Foto: Amit Dave/Reuters

Consultamos a Organização Internacional de Padronização (ISO, na sigla em inglês) e suas regras sobre tempo e data.

Cabe esclarecer que no mundo ocidental o calendário gregoriano é utilizado (que o papa Gregório 13 colocou em prática em 1582 e foi posteriormente adotado por muitos países).

Isso significa que um ano, como 2019, está dividido em 12 meses, que por sua vez contêm um total de 365 dias – com exceção dos anos bissextos.

E o fato concreto é que, quando se começa a contar, não existe o ano 0 no calendário gregoriano.

Mas no ISO 8601, a norma internacional para representação de data e hora emitida pela Organização Internacional para Padronização, é utilizado o sistema astronômico de numeração do ano calendário.

Isso quer dizer que o ano 0 corresponde ao 1 (antes de Cristo) do calendário gregoriano, e o ano 1 corresponde a 1 (depois de Cristo).

Pessoas celebram a chegada de 2020 em Pequim, na China, na virada de terça (31) para quarta (1º). — Foto: Ng Han Guan/AP

Pessoas celebram a chegada de 2020 em Pequim, na China, na virada de terça (31) para quarta (1º). — Foto: Ng Han Guan/AP

Então, “segundo a ISO, a década se define como 10 anos a partir de um ano em que o número pode ser completamente divisível por 10”, explica Ronald Tse, um dos editores da norma ISO 8601.

“Isso significa que do ano 0 ao ano 9 é uma década, do ano 10 ao 19 é uma década e do ano 2010 ao 2019 é uma década”, diz Tse, por e-mail.

Portanto, para a ISO, o ano 2020 é o começo de uma nova década.

Ao ser consultado sobre a contradição entre as definições da década da RAE e da ISO, o especialista opina que “não há um vínculo necessário entre a década do ano gregoriano com a década do ano ISO 8601”.

“Há muitas definições de década, linguisticamente, matematicamente e em geral culturalmente, mas a ISO 8601 utiliza uma definição única para a década, que é uma em que o primeiro ano da década é 0, e o último ano da década é 9”, enfatiza Tse.

“Isso se alinha com a definição de década quando falamos de, por exemplo, ‘os anos 80′”, diz, em relação à explicação da RAE.

Uma confusão que se repete

Não é a primeira vez que essa discussão acontece.

A cada dez anos, surgem debates sobre o término ou começo de uma década. E isso também aconteceu com a mudança de milênio no ano 2000.

“Há dez anos, passamos pela mesma coisa. Quem celebra o fim da década está errado”, diz o físico Fernández.

O fim de uma década “é quando termina 2020, não quando começa”, resume.

Embora, segundo a ISO, para o fim desta década só faltem algumas horas.

Assim, a definição depende do que cada um prefere adotar.

Se o importante for festejar, talvez seja possível utilizar os dois critérios e celebrar duas vezes.

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes