Estado de SP faz 12,5 mil ações de fiscalização e prevenção a aglomerações no feriado de Páscoa

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Governo de SP realizou um total de 12.589 atos de fiscalização entre os dia 1º e 4 de abril, quando ocorreu o feriado prolongado de Páscoa, em todo Estado. A força-tarefa realizada pela Vigilância Sanitária, Procon-SP, e polícias Civil e Militar tem objetivo de combater aglomerações e impedir o funcionamento irregular de estabelecimentos comerciais não essenciais.

A Vigilância Sanitária realizou, entre a noite de quinta-feira (1) e o domingo de Páscoa, um total de 3615 inspeções em todo estado. As ações resultaram em 70 autuações. Na capital, foram realizadas fiscalizações em 49 endereços diferentes, incluindo os flagrantes a três festas clandestinas em conjunto com a força-tarefa. Os fiscais fecharam 30 estabelecimentos no momento das inspeções e interditaram outros sete. Além disso, 10 locais foram autuados.

Segurança Pública

Para garantir o cumprimento das determinações estabelecidas pela fase emergencial do Plano São Paulo, as ações de fiscalização têm sido intensificadas em todo estado, com o reforço de policiais civis e militares no apoio aos órgãos fiscalização. A Segurança Pública realizou mais de 8,2 mil ações de combate à aglomerações apenas no sábado (3) e no domingo (4).

Entre a noite de sábado e manhã de domingo, a Polícia Militar realizou 3.800 dispersões, flagrando mais de mil pontos de aglomeração em todo o Estado. Já no domingo (5), foram registradas 4.429 dispersões e mais de 900 flagrantes em pontos de aglomeração em todo Estado. Na capital, foram 646 dispersões e 190 aglomerações.

Procon-SP

O Procon-SP promoveu 745 atos fiscalizatórios entre sábado (3) e domingo (4). Destes, 674 ocorreram em municípios do interior e 71 na capital. No total, 18 estabelecimentos foram autuados. No período entre 26/02 e 04/04, o Procon-SP já realizou 6615 fiscalizações que resultaram em 395 estabelecimentos autuados. Foram realizadas 226 autuações na capital e 169 pelos núcleos regionais mantidos pelo órgão em todo estado.

Comitê de Blitze

Criado no dia 12 de março, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, o Comitê de Blitze tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas da fase emergencial e evitar a propagação do coronavírus. As ações foram ampliadas e ocorrem em todo estado por meio da força-tarefa que reúne os órgãos fiscalizadores.

Qualquer pessoa pode denunciar festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone 0800-771-3541 e também no site www.procon.sp.gov.br ou pelo e-mail [email protected], do Centro da Vigilância Sanitária.

Fonte: Governo de SP

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes