Estado de São Paulo tem primeira suspeita de caso de microcefalia relacionado ao zika vírus

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Estado de São Paulo teve o primeiro caso suspeito de microcefalia relacionado ao zika vírus dentro do próprio estado. A mãe do bebê com microcefalia não viajou durante a gravidez para estados do Nordeste e demais atingidos pela doença.

O menino nasceu há cerca de um mês em uma maternidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. E uma equipe do Hospital São Paulo, vinculado à Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) detectou a suspeita verificou os indícios da microcefalia com o zika vírus.

A Secretaria Estadual da Saúde disse que ainda não é possível confirmar se o caso está relacionado com o vírus. A Secretaria municipal de Saúde de Guarulhos também não confirma o caso, mas diz que a probabilidade da doença ter sido provocada pelo vírus é grande.

Em nota, a Secretaria de Saúde informa que já fez a visita domiciliar à família, além da coleta de todos os exames necessários para o fechamento do diagnóstico e está no aguardo da resposta dos laboratórios de referência do Estado de São Paulo. A pasta afirma que já fez todas as notificações previstas por meio das fichas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde.

A Sociedade Brasileira de neurologia infantil diz que na maioria das vezes a constatação é clínica, feita pelo médico e através de imagens. A constatação por exame é mais difícil pois o vírus só circula no sangue por cinco dias.

“É grande a probabilidade, eu tenho que ser honesto e sincero. Nós estamos em frente a um grave problema de saúde pública. Nós esperamos que ocorram muitos casos, mas esperamos que a população colabore”, afirmou Carlos Dernam, secretário municipal da Saúde de Guarulhos.

A partir do próximo ano, as grávidas farão o teste do zika vírus durante o pré-natal.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes