Estádios da Copa não terão bebida alcóolica por restrições do Catar, diz fonte

Os estádios da Copa do Mundo do Catar não devem ter bebidas alcoólicas, e as vendas de cerveja serão permitidas apenas antes e depois de algumas partidas, afirmou uma fonte com conhecimento dos planos para o torneio de futebol.

O Mundial deste ano será o primeiro a ser realizado em um país muçulmano, com controle rígidos sobre o álcool, apresentando desafios únicos para os organizadores de um evento que é normalmente associado com torcedores consumidores de cerveja e patrocinado por marcas globais da bebida.

Nos estádios, os planos ainda estão sendo finalizados, mas a atual discussão é para permitir que os torcedores possam beber cerveja na chegada e na saída dos estádios, mas não haverá cerveja durante a partida ou dentro dos estádios, afirmou a fonte à agência de notícias Reuters.

Vista do estádio Al Arabi no Qatar (Foto: Divulgação)

Um documento datado de 2 de junho e visto pela Reuters oferece um primeiro insight sobre como os organizadores planejam conduzir as demandas dos cerca de 1,2 milhão de torcedores, muitos dos quais estão acostumados a beber cerveja sem limitações nos dias de jogos.

A relação do futebol com a bebida alcoólica é, há muito tempo, complicada, e às vésperas da Copa do Mundo de 2014 o Brasil chegou a suspender a proibição a bebidas alcoólicas nos estádios após pressão da Fifa.

Há um ponto de interrogação sobre o álcool no torneio deste ano, que conquistou o direito de sediar o evento em 2010. Embora não seja um país “seco” como a vizinha Arábia Saudita, o consumo de bebidas alcoólicas em lugares públicos é ilegal no Catar.

Os torcedores no Mundial em novembro poderão, no entanto, comprar cerveja durante horários restritos em algumas partes da Fifa Fan Zone no parque Al Bidda, em Doha, a capital catari.

Fonte: Yahoo!