01 março, 2024

Últimas:

Esquadrilha da Fumaça comemora 71 anos e 4 mil apresentações

Anúncios

A Esquadrilha da Fumaça comemorou o marco de quatro mil apresentações realizadas com um evento neste sábado (13) na Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga (SP). No domingo (14), os ‘fumaceiros’ celebram também seus 71 anos de atividade.

Esquadrilha da Fumaça comemora 71 anos e quatro mil apresentações em evento (Foto: So. Ribeiro/ Esquadrilha da Fumaça)

Esquadrilha da Fumaça comemora 71 anos e quatro mil apresentações em evento — Foto: So. Ribeiro/Esquadrilha da Fumaça

Anúncios

O evento deste sábado, que não foi aberto ao público, reuniu cerca de 300 pessoas, sendo elas ex e atuais integrantes da Esquadrilha.

Atualmente, as demonstrações da Esquadrilha da Fumaça são compostas por sete aviões A-29 Super Tucano. O time é formado por 12 pilotos, que revezam as posições. São cerca de 60 apresentações por ano.

Anúncios

O recorde de quatro mil demonstrações foi alcançado no dia 28 de abril, na cidade de Torres (RS). A Esquadrilha da Fumaça, segunda maior do mundo, é uma forma de mostrar ao povo o que é a Força Aérea Brasileira, disse o coronel Daniel Garcia Pereira.

“Divulgar o que é a Força Aérea Brasileira é a nossa missão, levar incentivo aos jovens e fazer com que eles conheçam mais sobre a nossa atividade e o profissionalismo de todos os envolvidos”, conta o comandante.

Além dos pilotos, há também os ‘anjos da guarda’ da Esquadrilha da Fumaça. De acordo com Patrícia Herdy, eles são responsáveis pela manutenção dos aviões e dos equipamentos.

“Nós somos responsáveis por fazer a manutenção da aeronave, cada um dentro da sua área específica, para garantir os voos seguros. A gente faz também a manutenção dos capacetes, que são de extrema importância para os pilotos”, afirma.

Como solicitar apresentação da Esquadrilha da Fumaça

Acrobacias da Esquadrilha da Fumaça na AFA em Pirassununga durante o Domingo Aéreo — Foto: Fabio Rodrigues/ g1
Acrobacias da Esquadrilha da Fumaça na AFA em Pirassununga durante o Domingo Aéreo (Foto: Fabio Rodrigues/ g1)

Organizadores de qualquer evento que seja aberto ao público podem solicitar uma apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A demonstração é gratuita.

A solicitação deve ser feita com antecedência mínima de quatro meses por meio do site da Esquadrilha, na aba ‘Como solicitar uma demonstração’.

História

A Esquadrilha da Fumaça teve início ainda em 1952, na Escola de Aeronáutica, localizada no Rio de Janeiro (RJ). Na época, a esquadrilha era composta por apenas quatro aviões do modelo North American T-6 Texan. A primeira apresentação foi no dia 14 de maio.

Nas horas de folga, os pilotos treinavam acrobacias em grupo, para incentivar os cadetes a confiarem em suas aptidões e na segurança das aeronaves utilizadas na instrução, os motivando para a pilotagem militar.

Esquadrilha da Fumaça comemora 71 anos e quatro mil apresentações em evento — Foto: Coronel Infante R1 Ricardo Hebmüller/Esquadrilha da Fumaça
Esquadrilha da Fumaça comemora 71 anos e quatro mil apresentações em evento (Foto: Coronel Infante R1 Ricardo Hebmüller/Esquadrilha da Fumaça)

Após alguns apresentações, os pilotos notaram a necessidade de proporcionar ao público uma melhor visualização das manobras executadas e, com isso, em 1953, um tanque de óleo exclusivo para produção de fumaça foi acoplado nas aeronaves.

Foi assim que os cadetes e o público, carinhosamente, batizaram a equipe de ‘Esquadrilha da Fumaça’, e a primeira escrita da equipe foi a sigla FAB, que significa Força Aérea Brasileira, nos céus da praia da Copacabana.

Avanços e chegada a Pirassununga

Caça de modelo A-29 Supertucano adaptado para apresentações com acrobacias aéreas da Esquadrilha da Fumaça (Foto: Luisi Marques/TV Globo)

Em 1955, a Esquadrilha da Fumaça passou a contar com cinco aviões com distintivo e pintura próprios. O grupo foi aumentando o número de manobras e se popularizando cada vez mais no Brasil e no exterior.

Em 1963, o grupo se transformou na ‘Unidade Oficial de Demonstrações Acrobáticas da Força Aérea Brasileira’, único no mundo a se apresentar com aviões convencionais. Até que, em 1969, recebeu sete jatos Super Fouga Magister (T-24).

Por limitações técnicas, os T-24 operaram até 1972 e ,após mais de 1,2 mil apresentações, o então Ministério da Aeronáutica resolveu não utilizar mais a aeronave.

Apresentação da Esquadrilha da Fumaça (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Alguns anos mais tarde e após uma breve paralisação nas atividades, a Esquadrilha da Fumaça, já instalada na Academia da Força Aérea, em Pirassununga, voltou aos céus com o T-25 Universal, o famoso ‘Cometa Branco’.

Em 8 de dezembro de 1983, foram adquiridos os EMB-312 Tucano – famosos T-27, da Embraer, aeronave que foi utilizada até março de 2013, ano em que se iniciou a implantação dos A-29 Super Tucanos, com a bandeira do Brasil na cauda dos aviões, que são utilizados até então nas demonstrações aéreas da Esquadrilha da Fumaça.

Fonte: G1

Últimas

ERPs com serviços e produtos financeiros avançam no mercado

ERPs com serviços e produtos financeiros avançam no mercado

01/03/2024

Empresas passam a incorporar serviços e produtos financeiros aos seus ERPs, como são chamados os sistemas...

Categorias