Vettel e Rosberg lamentam possibilidade de Interlagos deixar a Fórmula 1

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A possível troca de cidade do GP do Brasil, que, segundo o presidente Jair Bolsonaro, a partir de 2020 vai ser realizado no Rio de Janeiro, já divide opiniões. Entre os pilotos, lamentações já são ouvidas, com a possibilidade de Interlagos deixar o circuito mundial depois de 29 anos.

Bolsonaro anunciou na última quarta-feira, de que o Rio de Janeiro ganhará um autódromo financiado 100% por iniciativa privada e que se chamará Ayrton Senna, sediando as corridas da Fórmula 1 a partir de 2020. A notícia já percorreu o mundo e o tetracampeão Sebastian Vettel foi um dos que repercutiu negativamente a possibilidade de mudança.

“Eu não sabia que isso iria acontecer. Eu ouvi alguns rumores, mas acho que é um choque (se acontecer). Interlagos é um ótimo lugar, muita história. A antiga pista de Interlagos é ainda melhor que a atual! Estou ansioso pela última corrida que teremos lá. Quem sabe, no futuro, se voltarmos?É um ótimo lugar, então é uma pena. Eu sou um tipo de fã de coisas antigas. Seria bom voltar muito em breve. Talvez tenha duas corridas no Brasil, já que a multidão costuma ser incrível”, disse o alemão, que já venceu em Interlagos em 2013 e 2017.

Quem também se pronunciou foi Nico Rosberg, da Renault, bicampeão em 2014 e 2015 que chegou a sugerir que as duas cidades façam parte da F1. “Eu realmente deixaria cair uma lágrima. Acho que iniciaria um crowdfunding! Vamos fazer as duas coisas, São Paulo e Rio. O Brasil é um país grande. Eu ficaria feliz em fazer as duas coisas”.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes