São Paulo segura pressão e vence o Avaí; veja os gols

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Não foi uma partida tranquila como os tricolores esperavam, mas o São Paulo venceu seu primeiro jogo no Campeonato Brasileiro. Nesta segunda-feira, no fechamento da segunda rodada, o time da capital bateu o Avaí no Estádio do Morumbi por 2 a 0 com gols de Lucas Pratto e Luiz Araújo,e voltou a triunfar após três confrontos.

O São Paulo soube se impor logo nos primeiros minutos, como é costume no Morumbi. Após um susto com ótima chance desperdiçada por Marquinhos, Lucas Pratto abriu o placar graças a uma assistência inteligente de Marcinho.

O tento quebrou a tática do time visitante, que entrou campo com uma proposta definida: não sofrer gols e buscar o contra-ataque. Assim, o Tricolor apenas trocou passes no restante da primeira etapa, ficando perto de ampliar em chutes de longe de Cueva e Pratto.

Para a etapa final, mesmo sem modificações, o Avaí voltou alterado e passou a pressionar o São Paulo. Os ataques ficaram ainda mais constantes com a modificação de Rogério Ceni, que tirou Thiago Mendes, com dores, e colocou Thomaz em campo, recuando Cícero para ser volante. A substituição deixou o Tricolor mais exposto e o Leão passou a criar diversas oportunidades de gol, mas sempre sem conseguir finalizar.

O problema só foi corrigido aos 35 minutos, quando Ceni sacou Cueva do time e recompôs o meio-campo com João Schmidt. Com o Tricolor mais sólido no meio-campo, a equipe criou boas oportunidades e conseguiu ampliar o placar aos 45 minutos. Luiz Araújo, que entrou na vaga de Marcinho, partiu sozinho para cima da defesa, driblou, dividiu e ficou com a sobra da bola. De costas, o atacante girou e bateu no canto esquerdo para fechar o marcador. Na comemoração, fez o gesto de “sai zica”.

O triunfo quebrou uma sequência de três jogos sem vitória do clube paulista, que voltou a vencer em casa após quase um mês e meio. O último resultado positivo havia sido no dia oito de abril, em goleada por 5 a 0 contra o Linense.

Os três pontos ainda tiraram o Tricolor da zona de rebaixamento, e a equipe agora é a 13ª colocada com três pontos ganhos. Já o Avaí é o 16º com apenas um, logo acima da zona do descenso.

O São Paulo volta a campo no próximo sábado, quando faz o Choque-Rei contra o rival Palmeiras, em partida que teve o horário modificado pela CBF e ocorrerá às 19h (de Brasília), no Estádio do Morumbi. Tricolor não perde do atual campeão brasileiro em sua casa há 15 anos.

O JOGO

O São Paulo começou a partida trocando passes no campo ofensivo, mas foi o Avaí quem teve a primeira oportunidade de gol. Aos nove minutos, Romulo cruzou na área, Rodrigo Caio furou e Renan Ribeiro precisou deixar a meta para dividir com Denilson. Na sobra, Marquinhos chutou por cima do gol vazio.

Se o Avaí perdeu sua oportunidade clara, o São Paulo não perdoou e, no minuto seguinte, balançou as redes com Lucas Pratto. Cícero cruzou na área, Marcinho mostrou inteligência e ajeitou de cabeça para trás, e o argentino bateu de primeira para inaugurar o marcador.

À frente no placar, o Tricolor tratou de trocar passes manter a posse de bola no campo defensivo para evitar ser surpreendido como ocorreu contra o Defensa y Justicia-ARG, quando também abriu o marcador logo no início. A estratégia, porém, apesar de não acarretar sustos, não permitiu que o São Paulo pressionasse o adversário.

As oportunidades voltaram a aparecer apenas aos 30 minutos. Primeiro, Cueva dominou sobra de cruzamento e, de fora da área, emendou um sem pulo que passou perto da meta. Em seguida, foi a vez de Lucas Pratto arriscar de longe, também em sobra da zaga, e a finalização levou muito perigo, mas foi pela linha de fundo.

Mesmo sem modificações, o Avaí voltou alterado para a segunda etapa e passou a pressionar o São Paulo. Nos primeiros dez minutos, o Leão teve uma sequência de faltas e cruzamentos batidos na área, mas não conseguiu concluir.

A situação ficou ainda mais complicada com a modificação de Rogério Ceni que tirou Thiago Mendes, com dores, e colocou Thomaz em campo, recuando Cícero para ser volante. A substituição deixou o Tricolor mais exposto e o Avaí passou a criar diversas oportunidades de gol, mas sempre sem conseguir finalizar.

O problema só foi corrigido aos 35 minutos, quando o Avaí ficou muito perto de empatar. Lourenço recebeu de Marquinhos de fora da área e chutou forte à esquerda do gol de Renan Ribeiro. Logo depois, Ceni sacou Cueva do time e recompôs o meio-campo com João Schmidt.

Assim, o São Paulo voltou a assustar na marca dos 40 minutos. Rodrigo Caio roubou a bola na defesa e fez lançamento para Lucas Pratto, que avançou pela esquerda. No mano-a-mano, o argentino driblou seu marcador, entrou na área e bateu firme, mas Kozlinski fez a defesa.

Com o Tricolor mais sólido no meio-campo, a equipe criou boas oportunidades e conseguiu ampliar o placar aos 45 minutos. Luiz Araújo, que entrou na vaga de Marcinho, partiu sozinho para cima da defesa, driblou, dividiu e ficou com a sobra da bola. De costas, o atacante girou e bateu no canto esquerdo para fechar o marcador. Na comemoração, fez o gesto de “sai zica”.

FICHA TÉCNICA – SÃO PAULO 2 x 0 AVAÍ

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 21 de maio de 2017, segunda-feira
Horário: 20 horas (Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira – RN (CBF)
Assistentes: Flavio Gomes Barroca e Vinicius Melo de Lima, ambos RN (CBF)
Público: 12.427 torcedores
Renda: R$ 311.239,00

Cartões amarelos: Thiago Mendes (SAO); Betão e Luan (AVA)

GOLS:
SÃO PAULO: Lucas Pratto, aos nove minutos do primeiro tempo, e Luiz Araújo, aos 5 da segunda etapa

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini, Lugano, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes (Thomaz) e Cícero; Cueva (João Schmidt), Marcinho (Luiz Araújo) e Lucas Pratto
Técnico: Rogério Ceni

AVAÍ: Kozlinski; Leandro Silva, Betão, Alemão e Capa; Luan, Judson (Simião), Diego Tavares (Lourenço) e Marquinhos (Iury); Denílson e Romulo
Técnico: Claudinei Oliveira

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes