São Paulo perde para o Fluminense e sai do G4

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Após quatro vitórias seguidas, o São Paulo conheceu sua primeira derrota atuando como mandante desde a chegada de Fernando Diniz e, de quebra, deixou o G4. Na noite desta quinta-feira, o Tricolor Paulista pouco produziu no ataque, bobeou na defesa e foi superado pelo Fluminense por 2 a 0 no Morumbi, em duelo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Digão e Marcos Paulo, ambos no primeiro tempo, marcaram os cariocas.

Com o resultado, o São Paulo estaciona nos 52 pontos e cai para quinta colocação, já que o Grêmio venceu o CSA, foi aos 53 e assumiu o posto entre os quatro primeiros que garantem vaga direta para a Libertadores. O Fluminense, por sua vez, volta a vencer depois de cinco jogos, vai aos 34 pontos e sobe para a 15ª colocação, empurrando o Botafogo para a zona de rebaixamento.

O São Paulo volta aos gramados pela competição no próximo domingo, quando recebe o Athletico Paranaense, às 16 horas (de Brasília), novamente no Morumbi. No mesmo dia e horário, o Tricolor das Laranjeiras vai a Porto Alegre, onde enfrenta o Internacional, no Beira-Rio.

Flu vai bem na defesa e é incisivo no ataque para abrir vantagem

Em um embate de características semelhantes, o Fluminense adiantou a linha de marcação nos primeiros minutos e até ofereceu perigo à meta de Tiago Volpi. O São Paulo, porém, aproveitou a postura ousada do time visitante para construir a primeira chance através de Antony, que finalizou contra-ataque com um arremate rente à trave.

Aos poucos, o Tricolor Paulista tomou o controle da partida e passou a jogar no campo de ataque, mas abusava das jogadas pela faixa central, facilitando a defesa carioca. Com dificuldades para penetrar na área rival, coube a Antony, mais uma vez, arriscar de média distância e forçar intervenção providencial de Muriel.

O Fluminense contou com a força da bola aérea e uma bobeada de Daniel Alves, que cometeu falta infantil, para abrir o placar. Após cruzamento açucarado de Daniel, o zagueiro Digão apareceu livre de marcação para cabecear e balançar as redes.

Os donos da casa sequer tiveram tempo de sentir o golpe. Três minutos depois do tento inaugural, Caio Henrique puxou contra-ataque, viu um buraco no sistema defensivo do São Paulo e encontrou Marcos Paulo. O atacante revelado em Xerém tocou na saída de Volpi, assistiu à bola tocar na trave antes de entrar e levou o Flu para o intervalo com uma valiosa vantagem.

Nulo ofensivamente, São Paulo não reage e sai de campo sob vaias

Diante de um cenário tão complicado, Fernando Diniz promoveu duas mudanças logo na volta do segundo tempo. Tirou Jucilei e Liziero, apagados, para as entradas de Hernanes e Alexandre Pato. Os medalhões, entretanto, pouco alterarem a produção ofensiva dos anfitriões, que seguiram exagerando nas tramas centralizadas.

Sem demonstrar poder de reação, o São Paulo, além de sofrer para sequer chutar a gol, passou a lidar com protestos da torcida. Antes mesmo dos 35 minutos do segundo tempo, os são-paulinos começaram a entoar gritos de time “sem vergonha” e “muito respeito com a camisa tricolor”.

Na base do abafa, ao adiantar todo o time para o campo de ataque, o São Paulo seguiu batalhando para construir pelo menos uma boa chance no segundo tempo. Mas sem êxito. Desta forma, a equipe de Fernando Diniz deixou o campo sob vaias, enquanto os jogadores do Fluminense celebravam a saída da zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0X2 FLUMINENSE

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 7 de novembro de 2019, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Público: 17.650 pagantes
Renda: R$ 504.461,00
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Cartões amarelos: Daniel Alves (SÃO). Nenê (FLU)

GOLS:
FLUMINENSE: 
Digão, aos 36 minutos do 1ºT, e Marcos Paulo, aos 39 minutos do 1ºT

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei (Hernanes), Tchê Tchê e Liziero (Alexandre Pato); Antony, Vitor Bueno (Juanfran) e Pablo
Técnico: Fernando Diniz

FLUMINENSE: Muriel; Gilberto, Digão, Nino e Caio Henrique; Yuri, Allan, Daniel e Ganso (Nenê); Marcos Paulo (Evanilson) e Yony González (Pablo Dyego)
Técnico: Marcão

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes