São Paulo bate o Sport e volta ao G-4 do Brasileirão; veja os gols

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O São Paulo deu uma resposta brava às críticas recebidas após ser totalmente dominado pelo Santos na Copa do Brasil. Neste sábado, diante do Sport, a equipe fez sua melhor partida sob o comando do técnico Doriva e não deu chances para o rival direto na luta pelo G4. Vitória contundente por 3 a 0, com gols de Ganso, Luis Fabiano e Michel Bastos, marcada pelo bom futebol e as comemorações tímidas e raivosas dos atletas.

Os destaques foram Ganso e Pato, talvez os dois atletas mais aplaudidos durante todo o jogo pelos presentes ao Morumbi. As pazes com a massa só não foram seladas devido aos protestos nas comemorações. Enquanto Fabuloso preferiu nem comemorar, apenas abraçando os companheiros e ignorando os gritos de “Luis Fabiano” vindos das cadeiras. Michel, por sua vez, colocou o dedo indicador sobre a boca, pedindo silêncio aos aficionados.

Mesmo com a relação ainda instável com o torcedor, no entanto, o Tricolor pode comemorar o G4 pelo menos até o duelo entre Santos e Palmeiras, neste domingo, às 17h. Com 53 pontos, a equipe fica com a quarta colocação caso o Peixe não saia vencedor no clássico. Com 49, o Leão, que teve atuação bem abaixo daquela demonstrada ante o Palmeiras, há uma semana, distancia-se um pouco da briga pelo G4.

Agora, os comandados de Doriva terão pela frente outro confronto contra um time que briga pela Libertadores: o Cruzeiro, às 17h do próximo domingo, no Mineirão. Enquanto isso, os pernambucanos tentam se recuperar diante do Grêmio, no mesmo dia, às 19h30, na Ilha do Retiro.

O jogo – O duelo começou com o Tricolor disposto a dar uma resposta a sua torcida após a fraca atuação diante do Santos, na Vila Belmiro. Contando com boa participação de Pato e Ganso, o time da casa foi para cima e, com dez minutos de jogo, já havia carimbado o travessão do goleiro Danilo Fernandes, em cabeçada firme do atacante.

Pouco depois, apesar de a pressão inicial diminuir, veio a abertura do placar. Wesley, uma das novidades de Doriva, recebeu a bola na direita, conseguiu colocar na frente em direção à linha de fundo e cruzou à meia-altura, forte. A bola passou pela zaga e pelo arqueiro, ficando limpa para Ganso colocar na rede, com a sola do pé, já dentro da pequena área.

Depois do gol, os pernambucanos melhoraram e começaram a pressionar, perdendo chance incrível com Matheus Ferraz, livre na pequena área. A subida de produção, porém, acabou dnado espaço para os anfitriões, que ampliaram antes do intervalo. Aos 43 minutos, Pato errou domínio após tabela com Ganso, mas acabou enganando o zagueiro Matheus Ferraz. Inteligente, o avante tocou para Luis Fabiano e o camisa 9, dentro da área, bateu firme, cruzado, sem chances para Danilo Fernandes.

Na etapa final, Falcão tentou corrigir os erros de sua equipe com a entrada do armador Régis no lugar do apenas velocista Maikon Leite. Apesar de conseguir reter mais a bola e avançar suas linhas, o Sport não obteve sucesso na tentativa de transformar em gols sua produção ofensiva. Pelo contrário, acabou ajudado pela arbitragem, que não deu pênalti claro em Pato, e ainda viu Michel Bastos selar o triunfo com um chute de fora da área, antes do 20º minuto.

Depois disso, visivelmente cansado, o time anfitrião se dedicou à marcação e, contando com boa atuação da dupla Lucão e Rodrigo Caio, conseguiu neutralizar as tentativas de André e Hernane Brocador, que entrou para dar mais presença de área aos pernambucanos. Quando os defensores não tiveram sucesso, Denis mostrou que deve ser ele mesmo o substituto de Rogério Ceni, fazendo bela defesa em chute de Régis e mantendo sua meta intacta.

FICHA TÉCNICA – SÃO PAULO 3 X 0 SPORT

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Data: 31 de outubro de 2015, sábado

Horário: 17 horas (horário de Brasília)

Árbitro: Wagner Reway (MT)

Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Bruno Raphael Pires (GO)

Público: 14.002 pessoas

Renda: 374.430,00

Cartões amarelos: Michel Bastos (São Paulo); Rithely e Wendel (Sport)

Gols:

SÃO PAULO: Ganso, aos 18 minutos do primeiro tempo, Luis Fabiano, aos 43 minutos do primeiro tempo, e Michel Bastos, aos 18 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Denis; Bruno (Hudson), Rodrigo Caio, Lucão e Reinaldo; Thiago Mendes, Wesley, Ganso, Pato e Michel Bastos (Rogério); Luis Fabiano (Alan Kardec)

Técnico: Doriva

SPORT: Danilo Fernandes, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ewerton Páscoa e Renê; Rithely, Wendel, Marlone (Neto), Maikon Leite (Régis) e Élber (Hernane); André

Técnico: Falcão

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes