Red Bull Brasil acaba com invencibilidade do Santos; veja os gols

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Em noite que seria de festa para Ricardo Oliveira, o Santos conheceu sua primeira derrota na temporada. Com gol de Thiago Galhardo, após falha feia de Serginho no primeiro tempo, e outro de Roger aos 42 da etapa final, o Red Bull Brasil venceu no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, por 2 a 0, nesta 7ª rodada do Campeonato Paulista. Assim, apenas Corinthians e São Bento seguem invictos no Estadual.

A partida marcou o centésimo jogo de Ricardo Oliveira com a camisa do Peixe. Após receber uma homenagem dos companheiros no vestiário, o centroavante voltou ao time após as intensas e polêmicas negociações desta semana, quando lutou para ser liberado, mas acabou forçado a ficar no clube diante de uma proposta milionária do futebol chinês.

Titular e com a faixa de capitão no braço, Oliveira deixou o torcedor e a diretoria santista preocupados com o futuro depois de uma atuação muito apagada. Há o temor de que o jogador perca a motivação e deixe sua insatisfação com a resolução das negociações atrapalhar seu rendimento em campo.

Neste domingo, Ricardo Oliveira pouco tocou na bola e finalizou apenas uma vez, quando isolou a bola por cima do gol. No intervalo, o experiente atleta foi para os vestiários com a cara fechada e se recusou a dar entrevistas. Para piorar o clima, o centroavante sequer voltou para a etapa final. A justificativa foi um incômodo no joelho.

O resultado mantém o Santos como líder do Grupo A, com 12 pontos, mas tem São bento e Linense na sua cola. Já o Red Bul Brasil respira ao chegar a 10 pontos e assumir a terceira posição no Grupo D, liderado pelo Corinthians, com 17 pontos.

Agora, com ou sem seu Ricardo Oliveira, Dorival Júnior prepara o Peixe para o clássico contra o Corinthians, no próximo domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro. Já o Red Bull Brasil receberá o São Bento no mesmo dia, mas às 18h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Falha mortal

O mando do confronto deste domingo era do Red Bull Brasil, mas o Santos é quem contou com o apoio dos torcedores em São José dos Campos. A expectativa da torcida local, que tem poucas oportunidades de assistir o Peixe de perto, porém, não foi correspondida no primeiro tempo.

Apesar do retorno de Ricardo Oliveira, o Santos pouco criava e esbarrava na forte marcação do adversário, que muitas vezes parava as jogadas com falta. Lucas Lima, sempre o homem mais acionado pelos santistas, esbravejava com a arbitragem antes mesmo dos 20 minutos.

Assim, com o jogo truncado e com os dois times bem postados na marcação, o primeiro lance de perigo veio só aos 23, quando Thiago Galhardo cruzou e Edmilson cabeceou no contrapé do goleiro Vanderlei, que respirou aliviado ao ver a bola sair pela linha de fundo.

A resposta alvinegra não demorou e, na sequência, Lucas Lima quase marcou. Após tabela com Victor Ferraz, o meia ficou de frente para o gol, dentro da área, mas finalizou nas mãos de Saulo. No rebote, Ricardo Oliveira isolou.

E em um jogo tão equilibrado, foi um erro crasso que acabou sendo fundamental para tirar oz erro do placar. Serginho tentou cruzar a bola na entrada de sua área, na saída de bola, e acabou servindo Thiago Galhardo, que tocou para receber de Roger antes de concluir para o fundo das redes.

O Peixe sentiu o gol e, aos 40, a situação só não se complicou ainda mais porque a arbitragem marcou impedimento no gol de Anderson Marques, após cobrança de falta na área.

Golpe final

No retorno para o segundo tempo, o Santos voltou sem Ricardo Oliveira. O centroavante se recusou a faltar com a imprensa e alegou um incômodo no joelho para sair. Joel entrou no lugar do capitão. Serginho, que falhou feio no lance que originou o gol do Red Bull Brasil, também foi sacado. Patito Rodriguez foi para o jogo.

Mas, apesar das alterações, foi o time mandante que começou melhor a segunda etapa. Logo aos 25 segundos, Roger recebeu cruzamento rasteiro e não conseguiu empurrar a bola para o gol já praticamente vazio. E quando o relógio ainda maraca 1 minuto, Maylson bateu de fora da área e a bola raspou a trave direita de Vanderlei.

O jogo ficou aberto, diferente da primeira etapa, com o Santos partindo para cima e o Red Bull contra-atacando sempre com perigo. O Peixe teve a chance do empate em dois lances seguidos, aos 13 e aos 15 minutos. Primeiro Lucas Lima serviu Gabriel, que parou na defesa de Saulo. Depois, o meia entrou na área e rolou para o meio, mas Joel concluiu para fora.

O Red Bull Brasil então percebeu que teria de segurar a forte pressão do alvinegro praiano. E assim foi até o fim. Saulo fez linda defesa em chute de Lucas Lima aos 35 minutos e, aos 40, um bate rebate impressionante na área acabou com mais um gol frustrado do Peixe.

E para acabar de vez com as chances santistas e decretar a primeira derrota do time de Dorival Júnior na temporada, Bruno Lopes arrancou pela esquerda aos 42 minutos e cruzou rasteiro. Gustavo Henrique, de carrinho, mandou contra o próprio gol e Roger, quase em cima da linha, estufou as redes antes do apito final.

FICHA TÉCNICA – RED BULL BRASIL 2 X 0 SANTOS

Local: Estádio Martins Pereira, em São José dos Campos (SP)

Data: 28 de fevereiro de 2016, domingo

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Fabio Rogerio Baesteiro

Cartões Amarelos: RED BULL BRASIL: Luan, Drausio, Breno.

Renda: R$ 293.970 6191.

Público: 6.191 pagantes.

GOLS:

RED BULL BRASIL: Thiago Galhardo, aos 37 do 1T, e Roger, aos 42 do 2T

RED BULL BRASIL: Saulo, Everton Silva, Anderson Marques, Diego Sacoman e Willian Rocha (Misaeu); Luan, Maylson, Thiago Galhardo (Arthur Caculé) e Breno; Edmilson (Drausio) e Roger.

Técnico: Maurício Barbieri

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Zeca; Renato, Thiago Maia (Victor Bueno) e Lucas Lima; Serginho (Patito), Gabriel e Ricardo Oliveira (Joel).

Técnico: Dorival Júnior.

https://youtu.be/XMzIBKHcA38

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes