Presidente do São Paulo promete reformulação para 2016 e novo técnico até final de semana

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, convocou nesta segunda-feira uma entrevista coletiva no estádio do Morumbi para se pronunciar sobre a histórica goleada por 6 a 1 sofrida para o Corinthians, no domingo, na Arena de Itaquera. Leco, como é popularmente conhecido, fez críticas à falta de comprometimento expressada por parte dos jogadores do elenco e prometeu ao torcedor que fará uma reformulação para 2016. Quanto ao anúncio do novo treinador, o mandatário garantiu que a intenção da diretoria é confirmar o nome até o final desta semana.

Ao fazer um pronunciamento antes de atender aos jornalistas, Leco afirmou estar “perplexo” e “indignado” com “o resultado desastroso” do domingo. O presidente, no entanto, ressaltou que está incapacitado de fazer mudanças drásticas nesse momento devido aos dois jogos que restam para o São Paulo no Campeonato Brasileiro. Apesar da goleada, o time tem grandes chances de conquistar uma vaga na Libertadores de 2016. “Todos precisamos estar fortalecidos e irmanados. E com isso passa a ideia de exigir da nossa equipe uma atitude responsável e de comprometimento que infelizmente não vemos em todos os integrantes”.

“O São Paulo fará [modificações no elenco]. O São Paulo não pode fazer agora. Estamos no final de uma agenda que contempla a perspectiva de alcançar uma condição de partir para embates maiores. Hoje não posso mexer em absolutamente nada, mas todos estamos fazendo análises e verificações e averiguações para saber o que efetivamente deveremos prestigiar e modificar no São Paulo”, afirmou. “Exigimos uma atitude de comprometimento que não é vista em todos os jogadores do elenco. Fazendo uma análise generosa, quero imaginar que isso não seja fruto de má intenção, mas de uma estupefação de não saber lidar com as adversidades maiores”.

Leco esclareceu que as críticas que dirigiu ao elenco não são dirigidas a todos os jogadores, mas a alguns nomes que não tem mostrado empenho suficiente nessa reta final de ano. “Esse problema está nos incomodando, essa postura de se ganhar está bom e se perder não faz mal. Isso não pode acontecer. Se perder, vai ter que sofrer. E o sofrer é de sentimento, de não gostar de perder. É isso que pretendemos para o São Paulo”, disse, antes de reiterar que as mudanças só serão colocadas em prática após o Brasileirão. “Não pretendo mudanças agora, me cobrem daqui 15 dias”.

Novo técnico – A perspectiva da diretoria do São Paulo é anunciar o novo treinador da equipe até o final desta semana. Mesmo com o interino Milton Cruz mantido até a conclusão da temporada, a intenção é oficializar o novo comandante para dar início ao planejamento de 2016. “O novo técnico não nasceu ontem, essa ideia já vinha sendo desenvolvida. Está em andamento e se tivermos sorte e tudo correr bem, poderemos anunciá-lo até o final da semana”, esclareceu. Entre os nomes cotados estão o de Cuca, do chinês Shandong Luneng, e o do uruguaio Diego Aguirre, atualmente desempregado.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes