Palmeiras goleia o Fluminense no Maracanã; veja os gols

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O atacante Lucas Barrios foi o grande nome da vitória do Palmeiras sobre o Fluminense por 4 a 1 no Maracanã. Ele entrou no segundo tempo, fez três gols, mudou a cara do time e foi decisivo para interromper a série de cinco derrotas fora de casa. O Fluminense completa sete rodadas sem vencer, e o técnico Enderson Moreira balança. Fred perdeu um pênalti quando seu time vencia por 1 a 0.

O Fluminense tomou a iniciativa, teve maior posse de bola, mas não conseguiu ser objetivo. Jogou grande parte do tempo no campo do Palmeiras, mas Prass precisou trabalhar em apenas dois cruzamentos, logo no começo do jogo. O lance mais perigoso foi uma chance que Fred não costuma perder.

Irregular ao longo do torneio, ora vibrante como no empate contra o Corinthians (3 a 3), ora apático como na derrota para o Inter (1 a 0), o Palmeiras ficou no meio do caminho. Soube controlar a pressão do adversário com toques curtos, mas também ficou concentrado no jogo do meio-campo, com poucas ambições ofensivas. Muito chutão, muita ligação direta entre a defesa e o ataque. Até os 40 minutos da primeira etapa, o Palmeiras não havia dado nenhum chute a gol. Muito pouco para uma equipe que adotou um discurso de briga pelo G4.

Nos dois lados, a lentidão na troca de passes era um problema sério. E mesmo vagarosos, muitos passes saíam tortos. Dunga, técnico da seleção brasileira e que estava no Maracanã, teve pouca coisa para apreciar.

Em um jogo de poucos riscos, mas também de pouquíssimo brilho, o gol só poderia sair de uma falha. Jackson rebateu mal e praticamente deu um passe para Jean abrir o placar aos 36. Detalhe: a jogada saiu da cobrança de lateral na área. O gol foi um prêmio para o time que pelo menos finalizou.

O técnico Marcelo Oliveira fez alterações para resolver a falta de ofensividade do Palmeiras. Ele trocou Egídio por Rafael Marques e deslocou Zé Roberto para a esquerda. Depois, substituiu Alecsandro por Barrios. Paralelamente às mudanças táticas, que deixaram o time mais ofensivo de fato, os jogadores foram mais agudos e vibrantes. A busca pelo empate, no entanto, não foi ordenada, e a defesa começou a dar espaços. Aos 16, após bola esticada Cícero foi derrubado por Prass. Pênalti. Na cobrança, Fred chutou para fora e perdeu a chance do 2 a 0.

Era o estímulo emocional que faltava para o Palmeiras. Após cruzamento de Rafael Marques, Barrios completou bem e empatou: 1 a 1. O gol desmontou o time carioca. Duas falhas bisonhas – uma de Marcos Junior e outra de Antonio Carlos – foram aproveitadas por Gabriel Jesus e Barrios, e o Palmeiras fez 3 a 1 no placar. Já nos acréscimos, Barrios fechou a grande noite com seu terceiro, o quarto do Palmeiras.

FICHA TÉCNICA – FLUMINENSE 1 x 4 PALMEIRAS

FLUMINENSE – Diego Cavalieri; Wellington Silva, Antonio Carlos, Marlon e Léo; Edson, Jean (Vinicius), Cícero e Gerson (Osvaldo); Marcos Júnior e Fred. Técnico: Enderson Moreira.

PALMEIRAS – Fernando Prass; Lucas, Jackson, Victor Ramos e Egídio (Rafael Marques); Thiago Santos, Arouca (Allione), Robinho e Zé Roberto; Gabriel Jesus e Alecsandro (Barrios). Técnico: Marcelo Oliveira.

GOLS – Jean, aos 36 minutos do primeiro tempo; Barrios, aos 23, aos 44 e aos 47, e Gabriel Jesus, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Wellington Silva (Fluminense); Egídio e Fernando Prass (Palmeiras).

ÁRBITRO – Anderson Daronco (Fifa/RS).

RENDA – Não disponível.

PÚBLICO – 11.063 pagantes.

LOCAL – Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

https://youtu.be/nb43Rm_n4zc

Fonte: Estadão

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes