Palmeiras empata em casa com pênaltis assinalados pelo VAR para o Bahia

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Palmeiras não conseguiu presentear seus torcedores com uma vitória neste domingo de dia dos pais. Recebendo o Bahia, no Allianz Parque, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time comandado por Luiz Felipe Scolari dominou o primeiro tempo, porém, com um jogador a menos durante praticamente toda a etapa complementar, acabou saindo de campo com o amargo empate em 2 a 2, em que o VAR acabou sendo o grande protagonista. Os dois gols alviverdes foram marcados por Dudu, enquanto Gilberto foi quem balançou as redes para o Esquadrão de Aço, ambas as vezes de pênalti, após interferência do árbitro de vídeo.

Com o resultado, o Verdão, que segue sem vencer no Brasileirão após a Copa América, diminuiu a vantagem do líder Santos para três pontos, mas perdeu a oportunidade de colar no Peixe. Na próxima rodada, o Palmeiras viaja até Porto Alegre para encarar o Grêmio, na Arena, no sábado, às 21h (de Brasília).

O Bahia, por sua vez, volta para casa com um importante ponto na bagagem. Agora, o time do técnico Roger Machado tentará colar nas primeiras colocações da tabela enfrentando o Goiás, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), na Fonte Nova, em Salvador.

O jogo – O Palmeiras começou a partida com tudo. Precisando voltar a vencer, o time comandado por Luiz Felipe Scolari por pouco não abriu o placar logo aos dez minutos com o estreante Luiz Adriano, que completou de cabeça o bonito cruzamento de trivela de Gustavo Scarpa, mandando rente à trave rival.

Se o novo camisa 10 do Verdão não contou com a sorte, dois minutos depois Dudu foi mais feliz. Desta vez pela esquerda, Scarpa fez o cruzamento na área, e o zagueiro do Bahia tentou afastar, mas jogou contra o próprio gol, obrigando Douglas Friedrich a fazer a defesa. Porém, o rebote sobrou nos pés de Dudu, que precisou apenas completar para o fundo das redes, com o goleiro adversário caído, para abrir o placar no Allianz Parque.

Somente aos 25 minutos o Bahia conseguiu se desvencilhar da blitz palmeirense e assustar os donos da casa. Élber arrancou em velocidade e tocou par Gilberto, que saiu frente a frente com Weverton, driblou o goleiro palmeirense, mas ao finalizar viu Luan fazer o desvio para evitar o empate do Esquadrão de Aço.

Antes de ir para o intervalo, o Palmeiras ainda esteve próximo de ampliar em algumas oportunidades com Luiz Adriano, que completou passe de Marcos Rocha mandando por cima do gol, e Scarpa em chute de fora da área, entretanto, os donos da casa viram a tranquilidade ir embora já nos minutos finais, quando Felipe Melo atingiu o rosto de Lucca com o braço e acabou sendo expulso.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o que a torcida do Palmeiras mais temia se concretizou. Logo aos dois minutos Arthur Caike recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou em direção ao gol, mas no meio do caminho Diogo Barbosa e tocou com o braço na bola. Após auxílio do VAR, o árbitro marcou pênalti, e Gilberto não desperdiçou a cobrança, deslocando o goleiro para deixar tudo igual no placar.

Mas a igualdade no marcador não durou muito tempo. Aos 13 minutos, Marcos Rocha cobrou lateral direto para a área, Dudu cabeceou, mas Douglas Friedrich defendeu à queima-roupa. Só que assim como no primeiro gol, o rebote da defesa do goleiro do Bahia sobrou nos pés do camisa 7 palmeirense, que novamente precisou apenas tocar para o fundo das redes para recolocar o Verdão em vantagem.

A euforia dos palmeirenses era evidente, já que o time ia voltando a vencer no Brasileirão após quatro jogos, contudo, o VAR novamente foi o responsável por acabar com a alegria dos donos da casa. Aos 36 minutos, Arthur Caíke recebeu cruzamento da esquerda, se chocou com Luan e após o árbitro de vídeo ser acionado, o juiz marcou mais um pênalti para o Bahia. Gilberto novamente foi para a cobrança de estufou as redes, assegurando o importantíssimo empate ao Esquadrão de Aço e botando água no chope dos mais de 30 mil torcedores que compareceram ao Allianz Parque neste domingo de dia dos pais.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 2 BAHIA

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 11 de agosto de 2019
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer e Ricardo Junio de Souza (MG)
VAR: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Público: 34.275 torcedores
Renda: R$ 2.160.817,20

Gols: Dudu, aos 12 do 1ºT  e aos 13 do 2ºT (Palmeiras); Gilberto, aos 7 do 2ºT (Bahia)
Cartões amarelos: Marcos Rocha, Zé Rafael, Gustavo Scarpa, Diogo Barbosa, Dudu, Luiz Felipe Scolari, Thiago Santos (Palmeiras); Giovanni, Lucca, Gregore, Wanderson (Bahia)
Cartão vermelho: Felipe Melo (Palmeiras); Gregore (Bahia)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa; Dudu, Zé Rafael (Thiago Santos) e Luiz Adriano (Deyverson)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba (Ezequiel), Lucas Fonseca, Wanderson e Moisés; Gregore, Flávio (Eric Ramires) e Giovanni (Arthur Caíke); Élber, Lucca e Gilberto
Técnico: Roger Machado

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes