Palmeiras apresenta time feminino ambicionando conquistas a curto prazo

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Depois de anunciar a retomada do projeto do futebol feminino, o Palmeiras apresentou nesta quarta-feira, na Academia de Futebol, sua equipe para a disputa da temporada 2019. Sob a liderança da experiente treinadora Ana Lúcia Gonçalves, o time feminino do Verdão irá disputar o Campeonato Paulista e a Série A2 do Brasileiro da modalidade.

Na sala de entrevistas coletivas do CT Alviverde, marcaram presença as 20 jogadoras já contratadas, a treinadora Ana Lúcia, o gerente de futebol feminino, Alberto Simão, o prefeito da cidade de Vinhedo, sede do time do Palmeiras, Jaime Cruz, e o diretor Alexandre Mattos, que enalteceu o projeto ambicioso do clube.

“Esse é um dia muito importante para o Palmeiras. Todos sabem que aqui, quando fazemos qualquer coisa, é sempre buscando excelência, grandes objetivos na competição. Sabemos que é um início de projeto de futebol feminino e isso requer cuidados, mas vamos buscar uma evolução ano a ano como acontece no masculino”, disse Mattos.

Em 2019, primeiro ano do projeto, o Palmeiras terá sua sede na cidade de Vinhedo e mandará seus jogos no Estádio Nelo Bracalente. A escolha por uma instalação separada, segundo Alberto Simão, diretor de futebol da modalidade, se deve a necessidade de “toda atenção” com a equipe, além da segurança que a cidade dá para o desenvolvimento do projeto.

“Passamos para o Palmeiras que, neste início, seria melhor termos a nossa própria instalação. Queremos buscar um espaço também para chamar de nosso. Assim, as meninas poderão ter toda a atenção possível. Nesse sentido, escolhemos Vinhedo, que possui um estádio que nos atende bem, é uma cidade segura e tem toda a estrutura necessária. É uma cidade fundada por italianos também, então tem essa identificação natural com o Palmeiras”, comentou Simão.

Pós-graduada em fisiologia do exercício e em treinamento desportivo, Ana Lúcia Gonçalves será a comandante da equipe. E na apresentação da equipe, a treinadora, que possui a licença A da Confederação Brasileira de Futebol, fez questão de exaltar a liberdade dada pelo Palmeiras para a montagem do elenco e da comissão técnica.

“Estou muito feliz. Fico lisonjeada por ter sido escolhida para fazer parte desse projeto e para liderá-lo. O Palmeiras deu toda a liberdade para escolhermos nossa comissão, nossas atletas e isso é fundamental para o desenvolvimento e a evolução da nossa modalidade”, explicou Ana Lúcia.

O Palmeiras tem história no futebol feminino, introduzido no clube em 1997. Desde então, o clube realizou parcerias com outras prefeituras pelo estado de São Paulo, como São Bernardo (2005 e 2006), Salto (2008) e Bauru (2012). O futebol feminino do Palestra foi vice-campeão brasileiro em 1999, campeão paulista em 2001 e vencedor dos jogos regionais em três temporadas.

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes