“Nunca fiz as coisas que fez para ser campeão”, diz Hamilton, sobre Schumacher

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Lewis Hamilton chegou à Mercedes em 2013, no lugar de Michael Schumacher, que se aposentou definitivamente das pistas no fim do ano anterior. O britânico, hoje tricampeão mundial, causou polêmica por uma declaração sobre o alemão heptacampeão, que segue se recuperando em casa do grave acidente de esqui sofrido há quase dois anos. De acordo com a agência “Reuters”, ao ser considerado por jornalistas italianos mais “Schumacher” do que Ayrton Senna, seu ídolo de infância, Hamilton rebateu:

– Nunca fiz as coisas que Michael fez para conquistar meus títulos. Conquistei eles com minhas habilidades naturais somente – disse.

Maior campeão da história da Fórmula 1 com sete títulos, Schumi sempre foi alvo de críticas pelo modo como conquistou o Mundial de 1994, quando se sagrou campeão após jogar o carro em cima de Damon Hill. Em 1997, Schumi, já na Ferrari, tentou repetir a manobra na decisão em cima de Jacques Villeneuve, mas não teve o mesmo sucesso e foi excluído da classificação, perdendo o vice-campeonato. Os dois títulos pela Benetton (1994 e 1995), aliás, também são contestados por alguns torcedores e especialistas, em razão de supostas irregularidades no carro da equipe.   

A declaração de Hamilton irritou os simpatizantes de Schumacher, principalmente pelo momento pelo qual o piloto alemão passa. Presidente do fã-clube do heptacampeão, Reiner Ferling fez duras críticas a Hamilton:  

– Hamilton deveria trocar o cérebro antes de falar. Ele deveria aprender sobre o que Michael alcançou. É o que eu digo, o orgulho vem antes da queda – reclamou Ferling à agência “GMM”.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes