Na Vila, Santos bate o Palmeiras em ‘prévia’ da Copa do Brasil; veja os gols

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Santos segue 100% na Vila Belmiro desde a chegada de Dorival Júnior. Neste sábado, o time superou o desafio do “ensaio” para a final da Copa do Brasil e bateu o Palmeiras por 2 a 1 na Baixada, aumentando sua sequência de vitórias para 14 em seu estádio e 15 como mandante.

Os gols do clássico foram anotados por Thiago Maia, no primeiro tempo, e Ricardo Oliveira, no começou da segunda, do lado santista, e Dudu descontou para o Alviverde aos 30 da etapa final.

No Campeonato Brasileiro, com a vitória, o Santos vai a 53 pontos e se mantém no quarto lugar da tabela, deixando para trás o São Paulo, que possui a mesma pontuação mas soma nove gols a menos de saldo. Pela próxima rodada, Dorival Júnior e seus comandados visitarão o Joinville em sua arena, no próximo domingo (8).

Já o Palmeiras fica com 48 pontos, cai para a nona colocação, fica ainda mais longe do G4 e vê aumentar a pressão pelo título da Copa do Brasil. O próximo desafio alviverde na liga nacional está marcado também para o próximo domingo, quando o time recebe o Vasco no Palestra Itália. Expulso no fim do clássico na Vila por agredir Gustavo Henrique, Cristaldo cumpre suspensão e não viaja a Santa Catarina.

O jogo – Os primeiros minutos foram de muita marcação e pouca criatividade na Vila Belmiro. O Santos tomou a iniciativa ofensiva, tentando imprimir velocidade pelas laterais, mas esbarrava na cobertura alviverde. Já o Palmeiras se postou inicialmente no contra-ataque.

A estratégia palestrina quase deu certo aos sete minutos, quando Robinho recebeu no meio após desarme feito pela defesa e lançou no campo de ataque para Gabriel Jesus, que brigou com a defesa e conseguiu descolar o passe para Lucas Barrios, mas o paraguaio escorregou na hora da finalização. O Peixe respondeu aos 14, quando Lucas Lima lançou para Gabriel e Prass saiu bem do gol, atuando como zagueiro, para afastar o perigo de pé esquerdo.

Mais incisivo, o Santos enfim fez a festa de sua torcida na Vila aos 26 minutos. Gabriel começou a jogada e tocou no meio para Lucas Lima, que abriu na ponta esquerda e, após belo corta-luz de Ricardo Oliveira, a bola ficou na medida para o cruzamento do lateral Zeca. Livre, Thiago Maia chegou de trás para bater forte de dentro da área no contrapé de Fernando Prass e abrir o placar.

O Alviverde tentou partir para cima na sequência e chegou a ter mais posse de bola no campo de ataque, mas não encontrava espaços na defesa santista. Aos 36, Marcelo Oliveira ainda precisou substituir o lateral Lucas, que passou mal e não conseguiu continuar na partida, por João Pedro.

Três minutos depois, princípio de confusão no gramado da Vila: durante contragolpe palmeirense, Daniel Guedes ficou caído e Dudu deu sequência ao lance, tocando no meio para Robinho, que abriu na ponta direita para Matheus Salles, e o jovem ainda bateu cruzado para, após desvio, acertar o travessão. Os atletas mandantes ficaram reclamando de falta de fair play palmeirense e discutiram com adversários no gramado, mas o árbitro contemporizou.

Antes do intervalo, ainda houve tempo para duas chances incríveis serem perdidas, uma para cada lado. Aos 47, Gabriel Jesus recebeu lançamento de Vitor Hugo e tocou para Robinho, que, em boa posição, bateu por cima do gol. Logo depois, Gabigol recebeu em profundidade e, livre, invadiu a área, driblou Fernando Prass e bateu, mas Vitor Hugo salvou em cima da linha. No rebote, o atacante santista tinha o gol livre para marcar, mas bateu na rede pelo lado de fora.

A primeira chance santista após o intervalo, no entanto, Ricardo Oliveira não perdeu. O artilheiro do Brasileirão recebeu cruzamento da esquerda de Gabriel, fugiu da marcação e ficou completamente livre no segundo pau para cabecear para o chão e balançar as redes do Palmeiras.

O Alviverde já havia chegado em cabeceio de Vitor Hugo para fora antes do segundo minuto da etapa final, mas após sofrer o segundo gol mostrou ainda mais dificuldades ofensivas. Um dos problemas recentemente observados na equipe de Marcelo Oliveira, a falta de criatividade e o excesso de chutões para o campo de ataque se repetiu em parte do clássico na Vila. Aos 11 minutos, coube a Fernando Prass evitar que a situação da equipe paulistana se complicasse ainda mais no jogo. O arqueiro saiu bem do gol novamente para interceptar lançamento que deixaria Marquinhos Gabriel livre para balançar as redes.

O roteiro visto na primeira etapa passou a se inverter da metade para o fim da segunda. Correndo atrás do resultado, o Palmeiras passou a ficar mais com a posse de bola no campo de ataque enquanto o Santos já se concentrava em manter sua marcação e explorar sua velocidade nos contra-ataques.

A equipe alviverde aproveitou seu momento de superioridade na partida para descontar. Aos 29 minutos, Dudu aproveitou confusão na área santista, tabelou com Barrios e bateu para, após desvio, balançar as redes de Vanderlei. Os visitantes se lançaram para cima com a entrada do amuleto Cristaldo no lugar de Barrios. Do lado do Peixe, Geuvânio substituiu Gabriel, mas pouco participou. Já o argentino do Palmeiras acabou expulso de campo aos 45 minutos por agressão a Gustavo Henrique.

FICHA TÉCNICA – SANTOS 2 x 1 PALMEIRAS

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 1 de novembro de 2015, domingo

Horário: 17 horas (de Brasília)

Árbitro: Péricles Bassols (RJ)

Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa e Luiz Cláudio Regazone (ambos do Rio de Janeiro)

Público: 11.767 pagantes

Renda: R$ 491.655,00

Cartões amarelos: Gustavo Henrique e Gabriel (Santos); Zé Roberto, Thiago Santos e Dudu (Palmeiras)

Cartão vermelho: Cristaldo (Palmeiras)

Gols:

SANTOS: Thiago Maia, aos 26 do primeiro tempo; Ricardo Oliveira, aos 3 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Dudu, aos 29 minutos do segundo tempo

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima (Serginho); Marquinhos Gabriel (Alison), Gabriel (Geuvânio) e Ricardo Oliveira

Técnico: Dorival Júnior

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas (João Pedro), Jackson, Vitor Hugo e Zé Roberto; Matheus Sales (Allione), Thiago Santos e Robinho; Dudu, Gabriel Jesus e Lucas Barrios (Cristaldo)

Técnico: Marcelo Oliveira

https://youtu.be/2csEr0bfUXo

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes