Juiz revoga rescisão de Sasha com o Santos e se diz suspeito para julgar o caso

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Um dia depois de conseguir a rescisão indireta de contrato com o Santos na Justiça, o atacante Eduardo Sasha voltou a ter vínculo com o clube.

O juiz Carlos Ney Pereira Gurgel, da 6ª Vara do Trabalho de Santos, publicou um despacho no início da noite deste sábado revogando sua decisão anterior. Ele se diz suspeito para julgar o caso. Depois de liberar o atacante na última sexta-feira, fotos do juiz com a camisa do Atlético-MG, um dos principais clubes interessados no atacante, vieram a público.

– Neste ato, para que se preserve a legitimidade das decisões judiciais, bem como para que não paire dúvidas quanto à lisura do presente processo, revogo a decisão e me dou por suspeito por motivo de foro íntimo, na forma do art. 145, §1º do CPC. Remetam-se os autos ao meu substituto legal – diz o documento.

Sasha acionou o Santos na Justiça há pouco menos de duas semanas alegando falta de pagamento dos salários e dos direitos de imagem, além da falta de recolhimento do FGTS. O atacante também pede pagamento de verbas rescisórias e compensatórias. O valor da ação é de R$ 15.532.467. Agora, a defesa do jogador aguarda a decisão do novo juiz.

Nos últimos dias, para tentar evitar a saída de Sasha de graça, o Santos depositou valores devidos em juízo. O caso será julgado novamente, e o novo encarregado decidirá se concederá a tutela de urgência ou não ao atacante.

Sasha tem contrato, agora ainda em vigor, com o Santos até o fim de 2022. O Peixe se comprometeu a pagar dois milhões de euros no início deste ano para ficar com 100% dos direitos do atacante – o valor, inclusive, ainda não foi depositado ao Inter, que cobra o Peixe.

Fonte: G1 – Foto: Ivan Storti/Santos FC

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes