Internacional empata com o São Paulo no Beira-Rio; veja os gols

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O São Paulo conseguiu um gol de pênalti no primeiro tempo e contou com a ajuda de toda sua zaga para conter uma pressão absurda do Internacional no restante da partida. Quando os primeiros três pontos de Ricardo Gomes pareciam certos, porém, os donos da casa diminuíram com um gol contra de Mena, aos 40, e só não viraram o placar porque Valdivia bateu um pênalti para fora já nos acréscimos do duelo.

Com o resultado, os tricolores chegam a 27 pontos conquistados na tabela da competição, praticamente no meio do caminho entre a zona de rebaixamento e o G4. Os corolados, por outro lado, têm apenas 22 pontos e, conforme os outros placares, podem terminar a rodada dentro da degola.

Na próxima rodada, os comandados de Ricardo Gomes tentarão apagar o mau retrospecto recente no Morumbi recebendo o Coritiba, às 16h (de Brasília) do próximo domingo. Já Celso Roth levará seus pupilos até a Ilha do Retiro, no mesmo dia, mas às 18h30 (de Brasília), para enfrentar a equipe do Sport.

Jogo truncado, pênalti essencial

O primeiro tempo da partida mostrou exatamente por que os times, mesmo com contratações, torcida e camisa, não conseguem engrenar uma boa campanha no Campeonato Brasileiro. Apesar da entrega total dos jogadores, brigando muito por cada disputa de bola, faltou a ambos lados a organização tática para criar jogadas, principalmente em trocas de passes.

Os únicos momentos de perigo saíram de bolas paradas, sendo os laterais o grande tormento para os paulistanos. Donos de boa vitalidade física, Maicon e Lyanco conseguiram cortar os lances pelo alto, mas as bolas que passavam da primeira trave sempre levavam perigo. Sorte do Tricolor que Sasha e Valdivia, cada com uma chance, não estavam inspirados.

Ainda que acuado pelos anfitriões, o São Paulo soube aproveitar a sua bola parada para capitalizar. Em cruzamento na área, Hudson disputou bola com a zaga, a redonda rebateu no pé de João Schmidt e sobrou novamente para o volante. Antes dele chutar, Paulão deu um carrinho e derrubou-o, caracterizando o pênalti. Cueva pegou a bola e bateu bem, alto, sem chances para Danilo Fernandes.

Pressão total, empate vira lucro

O segundo tempo da partida teve praticamente apenas um time procurando o ataque. Com Ariel na vaga do apagado Nico López, o Inter passou a levar mais perigo pelo alto e só não empatou nos primeiros dez minutos porque Denis mostrou que tem totais condições de ser o goleiro tricolor.

Na primeira chance, aos sete minutos, Ariel dominou na área e bateu forte, da marca do pênalti, exigindo boa defesa do arqueiro, No escanteio, decorrente da intervenção, a bola foi desviada na primeira trave e Paulão apareceu na segunda para completar, mas Denis conseguiu abafar o lance e praticar linda defesa.

Cinco minutos depois, Valdivia recebeu a bola pelo lado direito, encarou a marcação e levantou para Seijas, que cabeceou para o goleiro espalmar. No rebote, Seijas chutou cruzado, a bola enfim passou por Denis, mas Lyanco apareceu para cortar.

Após a pressão, o Tricolor conseguiu se acertar, mas não conteve o ímpeto final dos mandantes. Em boa jogada de Seijas, Ariel recebeu dentro da área, limpou Denis e só parou em carrinho de Mena, em cima da linha. Aos 40, no entanto, não teve mais salvação. Seijas levantou na área, Ernando resvalou na redonda e ela bateu no joelho de Mena, enganando o arqueiro e indo para o fundo do gol.

A torcida se inflamou o Internacional deu a todos os presentes no Beira-Rio a ilusão de que sairia do buraco quando Eduardo recebeu bom passe após erro de Buffarini, protegeu e, dentro da área, foi derrubado pelo lateral argentino, Pênalti marcado e a cargo do garoto Valdivia. Com personalidade, ele pediu para bater, mas não teve a mesma sorte de Cueva. Com força, bateu no canto esquerdo, mas mandou ao lado da trave, para fora, deixando o desespero dos presentes apenas maior.

FICHA TÉCNICA – INTERNACIONAL 1 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 21 de agosto de 2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE-ASP-FIFA)
Assistentes: Dibert Pedrosa e Thiago Henrique Farinha (ambos do RJ)
Público: 23.079 pagantes
Renda: R$ 595.210,00
Cartões amarelos: Paulão (Internacional); Cueva e Buffarini (São Paulo)
Gols:
INTERNACIONAL: Mena, contra, aos 40 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Cueva, aos 37 minutos do primeiro tempo

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Ceará (Andrigo), Paulão, Ernando e Artur; Eduardo Henrique, Fabinho, Valdivia, Eduardo Sasha (William) e Seijas; Nico López (Ariel Nahuelpan)
Técnico: Celso Roth

SÃO PAULO: Denis, Julio Buffarini, Maicon, Lyanco e Eugenio Mena; Hudson (Gilberto), João Schimidt, Cueva, Michel Bastos (Carlinhos) e Kelvin (Wesley); Andrés Chavez
Técnico: Ricardo Gomes

 
Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes