Ferrari apresenta novo carro com vermelho mais forte para tentar quebrar jejum de títulos

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Para tentar voltar ao primeiro lugar na Fórmula 1 depois de mais de uma década, a Ferrari foi, pelo menos, a primeira equipe a apresentar seu novo carro para a temporada 2020, nesta terça-feira. Batizado de SF1000, numa menção aos 1000 grandes prêmios que o time completará este ano na categoria, o carro foi revelado no Teatro Valli, em Reggio Emilia.

A máquina que será pilotada por Charles Leclerc e Sebastian Vettel tem um vermelho mais forte e clássico, remetendo aos anos 1980, e os números têm uma tipologia semelhante à da época para homenagear Gilles Villeneuve, grande ídolo da equipe morto em 1982.

Na parte técnica, a principal novidade visível em relação ao carro do ano passado foi a colocação de apêndices aerodinâmicos nas proximidades da tomada de ar do motor, enquanto a asa dianteira seguiu o mesmo conceito do ano passado. No entanto, é esperado que a equipe se apresente para a pré-temporada com mudanças no carro, e, segundo a própria equipe, o projeto foi “extremo” para este ano. Piloto da Ferrari mais bem colocado no último campeonato, Charles Leclerc se mostrou ansioso para sua segunda temporada pela Ferrari:

– A abordagem é um pouco diferente, já conheço mais o time, estou mais pronto para este ano. Já conheço as pessoas, é um grande desafio e estou ansioso para guiar o carro. Vamos trabalhar juntos para desenvolvê-lo. Estou bem preparado fisicamente e vou tentar dar o meu melhor, e espero que o carro seja o melhor possível.

Sebastian Vettel e Charles Leclerc com os macacões a serem usados em 2020 — Foto: Divulgação
Sebastian Vettel e Charles Leclerc com os macacões a serem usados em 2020 (Fotos: Divulgação)

Já Sebastian Vettel, em sua sexta temporada pela Ferrari, tentará se recuperar depois de uma sequência de erros nos últimos dois anos e de questionamentos de torcedores e fãs:

– Eu já gosto do SF1000, é diferente do carro de 2019. Foi um ótimo trabalho e você pode vê-lo.

Ferrari SF1000 será pilotada por Sebastian Vettel e Charles Leclerc em 2020 — Foto: Divulgação/Ferrari
Ferrari SF1000 será pilotada por Sebastian Vettel e Charles Leclerc em 2020 (Fotos: Divulgação/Ferrari)

Com capacidade para mais de mil pessoas, o Teatro Valli foi inaugurado no século XIX, em 1857, e foi usado para a apresentação do carro por ter sido lá que foi escolhida a bandeira tricolor da Itália. O evento começou com uma orquestra formada por jovens tocando uma música acompanhada de um DJ. Em seguida, o CEO Louis Camilleri leu um discurso para os presentes e lembrou do legado de Enzo Ferrari, fundador da equipe e morto em 1988.

– Estamos aqui juntos por causa de uma grande paixão. Nós da Ferrari estamos conscientes da responsabilidade que está nos nossos ombros e estamos de olho no objetivo do título, com determinação para alcançarmos nossas ambições. Com a responsabilidade, vem a pressão, e com essa pressão, no lado positivo, é inspirador para darmos o nosso melhor. Será um ano interessante, uma temporada longa, com uma dura competição. Em paralelo, iremos desenvolver um novo carro para o novo regulamento em 2021. O time estará muito ocupado. Tenho confiança de que temos a criatividade, e disciplina – disse Camilleri.

Logo depois, o chefe da equipe, Mattia Binotto falou sobre as expectativas da Ferrari para quebrar um incômodo jejum de títulos – desde 2007, a equipe não é campeã de pilotos (Kimi Raikkonen), e, desde 2008, não leva o campeonato de construtores:

– É a mesma emoção. Neste ano teremos dois eventos importantes para celebrar: os 70 anos da Fórmula 1 e o GP 1000 da Ferrari. A Ferrari sempre esteve lá desde o começo da Fórmula 1, é a equipe que mais venceu, é muito especial e incrível. Certamente estamos orgulhosos disso. A competição está no nosso DNA. Temos de nos concentrar na confiabilidade do carro, um dos nossos pontos fracos do ano passado, e ainda no campeonato de 2021. Temos de estar prontos para isso.

Compare as Ferraris de 2020 e 2019

Visão lateral da nova Ferrari SF1000 — Foto: Divulgação/Ferrari
Visão lateral da nova Ferrari SF1000 (Foto: Divulgação/Ferrari)

Visão lateral da nova Ferrari SF1000 — Foto: Divulgação/Ferrari

Visão lateral da Ferrari SF90 que disputou a temporada 2019 — Foto: Divulgação
Visão lateral da Ferrari SF90 que disputou a temporada 2019 (Foto: Divulgação)

Antes da Ferrari, as equipes Haas e Mercedes apresentaram apenas as pinturas, mas não os novos carros. Os próximos times a revelarem seus carros serão Renault e RBR, nesta quarta-feira.

Calendário de lançamentos dos carros

12 de fevereiro – Renault – Paris (França)
12 de fevereiro – RBR – online
13 de fevereiro – McLaren – Woking (Inglaterra)
14 de fevereiro – Alpha Tauri – Salzburg (Áustria)
14 de fevereiro – Mercedes – Silverstone (Inglaterra)
17 de fevereiro – Racing Point – Mondsee (Áustria)
17 de fevereiro – Williams – Grove (Inglaterra)
19 de fevereiro – Haas – Barcelona (Espanha)
19 de fevereiro – Alfa Romeo – Barcelona (Espanha)

Dividida em duas partes, a pré-temporada da F1 será realizada em Barcelona, na Espanha. Na primeira bateria de testes, os pilotos estarão na pista entre os dias 19 e 21, enquanto a segunda etapa dos treinos será feita de 26 a 28 de fevereiro. A temporada 2020 da Fórmula 1 começará no dia 15 de março, na Austrália.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes