Em treino chuvoso, Alonso atrapalha Hamilton e Rosberg é pole. Massa bate

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Pista molhada, quatro interrupções por bandeiras vermelhas, algumas escapadas e várias batidas. A chuva forte que atingiu o Circuito de Hungaroring neste sábado movimentou o treino classificatório para o GP da Hungria, cuja largada está marcada para as 9h deste domingo (horário de Brasília), com transmissão ao vivo da TV Globo. A atividade, que duraria apenas uma hora, levou duas. E no fim, foi uma rodada que acabou decidindo a pole position. Nos últimos segundos, o vice-líder do campeonato Lewis Hamilton aparecia em primeiro (1m20s108) e vinha fazendo a melhor parcial. No entanto, precisou tirar o pé porque Fernando Alonso(McLaren) havia acabado de rodar e aparecia atravessado na pista. Azar do britânico, sorte de Nico Rosberg, líder da temporada. O alemão da Mercedes vinha na sequência e, quando passou no trecho, não viu mais o espanhol lá. Com isso, pisou fundo, fez 1m19s965 e tomou a pole do companheiro de equipe e rival na briga pelo título, que ficou em segundo.

Fernando Alonso roda e atrapalha Lewis Hamilton no treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)Fernando Alonso roda e atrapalha Lewis Hamilton no treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)

O incidente, no entanto, gerou polêmica. Pelas imagens, é possível ver que o setor ainda estava sob bandeira amarela dupla quando Rosberg passou. Três horas e meia depois do incidente, a direção de prova decidiu abrir investigação e convocou o piloto alemão para dar esclarecimentos. Após ouvir o piloto, um representante da equipe e analisar dados da telemetria, a direção de prova decidiu não aplicar nenhuma punição. Os comissários consideraram que Rosberg desacelerou significativamente no setor, não cometendo uma infração.

Gráfico de aceleração mostra que Nico Rosberg tirou o pé no trecho sob bandeira amarela (Foto: Divulgação)Gráfico de aceleração mostra que Nico Rosberg tirou o pé no trecho sob bandeira amarela (Foto: Divulgação)

O traiçoeiro asfalto molhado fez três vítimas, uma delas Felipe Massa. O veterano brasileiro perdeu o controle da Williams no Q1, foi parar na proteção de pneus, danificou o carro e, sem condições de continuar o treino, terá que largar em 18º. Outros que também bateram foram Marcus Ericsson (Sauber) e Rio Haryanto (Manor). Já Felipe Nasr teve bom desempenho. Apesar das limitações da Sauber, o jovem brasiliense avançou ao Q2 e terminou com o 16º tempo. Sebastian Vettel, da Ferrari, não passou da quinta posição. Seu parceiro Kimi Raikkonen foi pior, acabou eliminado no Q2 ao não aproveitar as melhores condições de pista e parte em 14º.

Felipe Massa bateu no treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Getty Images)Felipe Massa bateu no treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Getty Images)

Q1 – QUATRO BANDEIRAS VERMELHAS; BATIDA DE MASSA

Por causa da forte chuva em Hungaroring, o Q1 teve o início adiado por duas vezes e começou com 20 minutos de atraso. Com a pista ainda muito molhada, os pilotos deixaram os boxes com pneus de chuva extrema. Os primeiros a marcarem tempo anotaram voltas acima de 1m40s, com Sergio Pérez e Nico Hulkenberg, da Force India, sendo os mais rápidos. Hamilton e Rosberg, por sua vez, abortaram suas tentativas iniciais e apareciam nas últimas colocações. Foi então que a chuva apertou ainda mais, colocando a dupla da Mercedes sob risco de ser eliminada logo no Q1. No entanto, para sorte deles, as condições de pista e de visibilidade ficaram inviáveis e a direção de prova decidiu paralisar a sessão com bandeira vermelha.

Safety Car avaliou condições de pista antes do treino ter início, com atraso (Foto: Reprodução)Safety Car avaliou condições de pista antes do treino ter início, com atraso (Foto: Reprodução)

O treino recomeçou 20 minutos depois, às 9h40 (horário de Brasília). Ricciardo e Verstappen pularam para a ponta, enquanto Rosberg e Hamilton anotaram tempos que os garantiam no top 10. Companheiro de Felipe Nasr, Marcus Ericsson foi a primeira vítima do asfalto molhado. O sueco perdeu o controle da Sauber e foi parar embaixo das placas de publicidade na saída da curva 4. A sessão precisou ser interrompida novamente.

Marcus Ericsson bateu no Q1 do treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)Marcus Ericsson bateu no Q1 do treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)

Após a retomada da atividade, Lewis Hamilton vinha fazendo a melhor volta quando escapou da pista e precisou atravessar a brita, abortando sua volta rápida. Quem aproveitou bem a melhora das condições foi Felipe Nasr. Já com pneus intermediários, o jovem da Sauber anotou o melhor tempo até então, 1m39s500. Menos de um minuto depois, Felipe Massa, também com intermediários, foi traído pelo traiçoeiro asfalto molhado, perdeu o controle da Williams na curva 4 e bateu na proteção de pneus. Fim de treino para o piloto da Williams, e terceira bandeira vermelha da sessão.

Felipe Massa bateu no treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)Felipe Massa bateu no treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)

Em mais um reinício de sessão, Rosberg, Hamilton, Alonso e Vettel pularam para as primeiras posições. Nasr foi empurrado para nono. Foi quando Rio Haryanto, da Manor, foi mais um a bater, provocando a quarta bandeira vermelha só no Q1. Como restava apenas 1m18s para o fim, não haveria tempo para os pilotos abrirem uma nova volta e a primeira parte da atividade não foi mais retomada. Além de Massa, Ericsson e Haryanto, que bateram, foram eliminados: Jolyon Palmer (Renault), Kevin Magnussen (Renault) e Pascal Wehrlein (Manor). Por pouco, Valtteri Bottas não caiu fora.

Rio Haryanto foi mais um a bater no treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)Rio Haryanto foi mais um a bater no treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)

Eliminados no Q1:
17º – Jolyon Palmer (Renault)
18º – Felipe Massa (Williams)
19º – Kevin Magnussen (Renault)
20º – Marcus Ericsson (Sauber)
21º – Pascal Wehrlein (Manor)
22º – Rio Haryanto (Manor)

Q2 – HAMILTON, POR POUCO, NÃO É ELIMINADO

A chuva deu uma trégua para o Q2 e todos os 16 pilotos remanescentes foram para a pista com pneus intermediários. As Mercedes de Hamilton e Rosberg e as RBR de Ricciardo e Verstappen começaram ditando o ritmo, revezando-se nas primeiras posições. Com a Williams apresentando rendimento ruim, Bottas resolveu arriscar e foi o primeiro a calçar os pneus supermacios. E o finlandês provou ter feito a escolha certa, ao anotar o melhor tempo até então, 1m30s647. Só que aí todos os demais competidores foram para os boxes colocarem compostos de pista seca também. Pérez, Alonso, Vettel e Hamilton se alternaram na ponta, enquanto Bottas foi empurrado para fora do top 10.

Nasr chegou a aparecer em quarto, mas recolheu para os boxes, enquanto os pilotos que seguiram na pista foram melhorando seus tempos. E aí, quem cruzasse por último pegava a pista em melhores condições. Verstappen acabou como o mais rápido (1m22s660) do Q2, seguido por Rosberg, Ricciardo, Alonso, Hulkenberg, Vettel, Button, Bottas e Sainz. Por muito pouco, Hamilton não foi eliminado. O inglês errou em sua última tentativa, não melhorou seu tempo e ficou em décimo, apenas 1 décimo à frente de Grosjean, o primeiro eliminado. Também deram adeus à disputada: Daniil Kvyat (STR), Sergio Pérez (Force India), Kimi Raikkonen (Ferrari), Esteban Gutiérrez (Haas) e Felipe Nasr (Sauber).

Kimi Raikkonen foi eliminado no Q2 do treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)Kimi Raikkonen foi eliminado no Q2 do treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Reprodução)

Eliminados no Q2:
11º – Romain Grosjean (Haas)
12º – Daniil Kvyat (STR)
13º – Sergio Pérez (Force India)
14º – Kimi Raikkonen (Ferrari)
15º – Esteban Gutiérrez (Haas)
16º – Felipe Nasr (Sauber)

Q3 – HAMILTON É ATRAPALHADO POR ALONSO, E NICO TOMA A POLE

Nico Rosberg foi o primeiro a marcar tempo no Q3, fez 1m20s499. Mas ele logo foi batido por Hamilton, que anotou 1m20s108. Ricciardo, Verstappen e Vettel apareciam a seguir. Em sua segunda tentativa de volta rápida, Nico fez 1m20s201 e ficou a menos de um décimo de superar o companheiro de Mercedes. Nos segundos finais, Hamilton vinha fazendo a melhor primeira parcial quando precisou tirar o pé porque Alonso estava atravessado na pista após ter acabado de rodar. Azar do inglês. Quando Rosberg passou no local, o espanhol já havia saído. Então, o alemão da Mercedes pisou fundo, fez 1m19s965 e tomou a pole position. Hamilton ficou em segundo, seguido por Ricciardo, Verstappen, Vettel, Sainz, Alonso e Button. Hulk e Bottas completaram o top 10.

Resultado do treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Divulgação)Resultado do treino classificatório para o GP da Hungria (Foto: Divulgação)

 

Fonte: G1

 

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes