Diniz e Carille fazem duelo de filosofias opostas no Majestoso

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Fernando Diniz e Fábio Carille se conhecem há muito tempo. Amigos desde a infância, os treinadores de São Paulo e Corinthians irão se reencontrar neste domingo, no Majestoso válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Morumbi, protagonizando um duelo de filosofias de jogo completamente opostas.

Nascidos na Zona Leste de São Paulo, Fernando Diniz e Fábio Carille se conheceram jogando futebol de salão em uma escolinha do bairro. O tempo passou, Carille se mudou com a família para Sertãozinho, e a relação de amizade entre os dois foi interrompida. O que os dois não imaginavam é que depois de muito tempo, além de alcançarem o sonho de virar jogador de futebol, eles também se firmariam como dois dos técnicos mais promissores do Brasil.

“Eu sou de 1973, e ele, de 1974. Começamos a jogar futebol de salão juntos, na escolinha do CTC Vila Ema, por volta dos sete anos. Naquela época, nós só queríamos saber de jogar bola. Com 12 anos, a minha família se mudou para Sertãozinho, e, aí, nos separamos. Mas somos amigos de infância e nos falamos até hoje“, disse Carille em 2017, em entrevista a Flavio Prado para a Jovem Pan.

Como jogador, Fábio Carille nunca se destacou na zaga, mas chegou a fazer parte do elenco campeão da Copa do Brasil de 1995, vencendo a final contra o Cruzeiro. Depois de defender o Timão, ele passou por Paraná e Coritiba, além de clubes de menor expressão no Brasil. Fernando Diniz, por sua vez, era atacante e teve mais sucesso na carreira em comparação ao amigo de infância, defendendo times como Palmeiras, Corinthians, Fluminense, Flamengo, Cruzeiro e Santos.

Neste domingo, Carille e Diniz se enfrentarão pela segunda vez. Na primeira, em 2017, o técnico do Corinthians levou a melhor, vencendo o Audax por 1 a 0, pelo Campeonato Paulista. O clássico marcará um duelo de filosofias de jogo completamente opostas. Enquanto o Corinthians é conhecido pela sua consistência defensiva, sem se expor demais, o São Paulo ainda tenta absorver as ideias de seu novo treinador, que chamou a atenção de quem acompanha futebol pelo seu modelo mais arrojado, com trocas de passes desde a defesa e marcação pressão.

Sim, Fernando Diniz está em desvantagem no seu confronto particular com Fábio Carille. Mas também é verdade que neste domingo ele terá a vantagem de jogar em casa e pela primeira vez contará com um elenco suficientemente bom para jogar de igual para igual com o rival alvinegro, ainda que tenha de lidar com as ausências de Antony e Daniel Alves, por exemplo.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes