Com pênalti aos 51 minutos, Santos bate Ituano na Vila; veja os gols

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O forte calor e o cansaço atrapalharam o bom futebol na Vila Belmiro, mas com um erro da arbitragem, o Santos saiu vencedor em partida pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Gustavo Henrique abriu o placar para o Peixe ainda no primeiro tempo e, na segunda etapa, Marcão teve um gol anulado incorretamente e Naylhor fez o de empate da equipe de Itu. No final, aos 51 minutos, Raul Prata derrubou Ronaldo mendes dentro da área e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, Ricardo Oliveira converteu a penalidade para dar a segunda vitória do Alvinegro neste Paulistão, em partida realizada na “matinê” deste domingo, às 11h (de Brasília).

Além dos três pontos, o técnico Dorival Júnior teve mais um motivo especial para comemorar o resultado. O jogo marcou o centésimo do treinador à frente do Peixe, que pode comemorar sua 61ª vitória pelo clube. No Alvinegro, Dorival já conquistou um título da Copa do Brasil e um título Paulista, ambos em 2010.

Com o resultado, o Santos abriu vantagem na liderança do Grupo A e já não pode ser mais alcançado nesta rodada. O peixe chegou aos sete pontos, quatro a mais do que o segundo colocado Oeste, que recebe o Palmeiras nesta quarta-feira. A equipe de Itu, por sua vez, mantem-se com dois pontos ganhos, na quarta colocação do Grupo B.

Na próxima rodada, o Santos visita o Novorizontino, sábado (13), às 21h (de Brasília), no Estádio Jorge Ismael de Biase. Já o Ituano também atua no sábado, mas recebe o Oeste, ás 17h (de Brasília), no Estádio Novelli Júnior.

O JOGO

Apesar de estar jogando fora de casa, foi o Ituano quem teve a primeira chance de perigo. Claudinho, que era festejado pelos poucos torcedores visitantes na Vila Belmiro por estar completando seu 50º jogo, arriscou um bom chute de fora da área, mas a bola foi pela linha de fundo, próxima à trave, assustando o goleiro Vanderlei.

O Peixe respondeu dez minutos depois com um rápido contra-ataque, característico da equipe. Após um passe errado do Ituano na intermediária, Thiago Maia deu passe para Lucas Lima, que demonstrou muita visão de jogo para abrir a bola na esquerda com Ricardo Oliveira. O camisa 9 inverteu papéis com Gabriel e cruzou para o jovem dentro da área, mas Naylhor fez o corte no momento da finalização.

O Santos tentava pressionar, mas com o ituano fazendo uma boa marcação, o Alvinegro tinha dificuldade em assustar o gol de Diego Neto. Aos 25, foi em uma bela jogada ensaiada entre Lucas Lima e Victor Ferraz pela direita, que o Peixe teve outra boa chance. Já na linha de fundo, o lateral tocou para atrás, mas Gabriel finalizou mal e a bola subiu. Renato tentou aproveitar de cabeça, mas a zaga afastou.

Após a pausa, Santos melhora e Gustavo Henrique marca no final do primeiro tempo

Logo em seguida, o árbitro paralisou a partida por quatro minutos para que os jogadores pudessem se reidratar no forte calor de Santos. A pausa melhorou o futebol na Vila, apesar de o Peixe parecia não apenas ter dificuldades com a temperatura, como também com o cansaço pelo pouco descanso desde a partida de quarta-feira à noite, contra a Ponte Preta.

Se o Santos não conseguia balançar as redes com jogadas de criação, coube ao zagueiro Gustavo Henrique abrir o placar em lance de bola parada. Após cobrança de escanteio de Lucas Lima, o beque subiu mais que a defesa e mandou no canto esquerdo de Diego Neto, que ainda tocou na bola, mas sem conseguir evitar o gol do Peixe.

No segundo tempo, o Ituano dava mostras que complicaria o jogo do Santos. Logo aos seis minutos, Peri arriscou de fora da área e Vanderlei fez boa defesa. No entanto, foi o Santos quem teve as melhores chances antes de outra pausa para reidratação. Aos 12, Lucas Lima tocou para Victor Ferraz, que bateu cruzado e obrigou boa defesa de Diego Neto. Cinco minutos depois, foi a vez de Gabriel receber na esquerda, pedalar e bater cruzado para boa defesa do goleiro do Ituano.

Ituano tem gol mal anulado, mas marca de novo e chega ao empate

Aos 33, o Ituano chegou ao empate, mas a arbitragem anulou o lance incorretamente. Após cobrança de falta de Peri, Simão desviou, a bola bateu em Marcão e entrou no cantinho de Vanderlei.

Menos de cinco minutos depois, a equipe de Itu colocou mais uma bola nas redes e, desta vez, a arbitragem não interferiu no lance. Novamente Peri cobrou bola parada e, após o escanteio, Naylhor apareceu sozinho na área e marcou de cabeça. Com isso, os dois tentos da partida foram marcados por zagueiros.

No minuto final, Ricardo Oliveira decreta a vitória do Santos

Aos 50 minutos, com o árbitro tendo assinalado seis de acréscimo devido a pausa para reidratação, Raul Prata fez pênalti claríssimo em Ronaldo Mendes dentro da área. Na cobrança, Ricardo Oliveira não titubeou e bateu no canto esquerdo, deslocando o goleiro Diego Neto e fazendo o gol salvador.

FICHA TÉCNICA – SANTOS 2 X 1 ITUANO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 6 de fevereiro de 2016, sábado

Horário: 11h00 (de Brasília)

Árbitro: Douglas Marques das Flores

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

Renda: R$ 215,590

Público: 5,501 pagantes

Cartões Amarelos:

SANTOS: Elano e Lucas Lima

ITUANO: Luiz Felipe, Claudinho e Peri

Cartão Vermelho:

ITUANO: Raul Prata

GOLS:

SANTOS: Gustavo Henrique, aos 47 minutos do primeiro tempo

ITUANO: Naylhor, aos 37 minutos do segundo tempo

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Zeca; Renato (Vitor Bueno), Thiago Maia e Lucas Lima; Paulinho (Ronaldo Mendes), Gabriel (Elano) e Ricardo Oliveira.

Técnico: Dorival Júnior.

ITUANO: Diego Neto; Raul Prata, Naylhor, Luiz Felipe e Peri; Jonathan Lima, Welington Simião e Marcelinho (Fernando Viana); Claudinho, Ruan (Igor) e Edinho (Marcão).

Técnico: Tarcísio Pugliese

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes