“A bola não pode parar”, diz presidente da Fifa sobre final da Libertadores

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Em entrevista coletiva concedida neste sábado, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, reiterou seu desejo de ver a final da Libertadores ser resolvida dentro de campo. A declaração vem após a manifestação contrária do River de jogar em Madri e da afirmação do Boca, que prometeu esgotar as vias legais possíveis para “que se haja justiça”, querendo uma definição nos tribunais.

“A Conmebol vai ter que tomar uma decisão. Minha convicção é que (decisão) tem que ser jogada. A bola não pode parar”, revelou o mandatário da principal organização de futebol do mundo.

“Existem uns idiotas que arruinaram a festa. É preciso encontrá-los e tirá-los”, continuou Infantino, falando sobre os torcedores do River Plate que apedrejaram o ônibus rival no sábado passado, iniciando a confusão quanto à final da Libertadores.

Na última quinta-feira, além da decisão do confronto ser realizado no Santiago Bernabéu, o Tribunal de Disciplina da Conmebol negou o pedido do Boca de ser campeão sem entrar em campo. O clube solicitou à entidade que a taça fosse dada em função das pedras atiradas em direção ao ônibus, que atingiram alguns jogadores.

Além disso, ficou determinado que o River Plate terá de pagar uma multa de 400 mil dólares (aproximadamente R$ 1,5 milhão) e o clube argentino também terá de fazer dois jogos das próximas competições sul-americanas que disputar com os portões do Monumental de Nuñez fechados.

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes