Encontro entre avós e netos: veja que cuidados tomar por causa do coronavírus

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O relacionamento entre avós e netos traz diversos benefícios para ambas as partes, mas, durante a pandemia do novo coronavírus, em que pessoas com mais de 60 anos e com doenças pré existentes como diabetes e hipertensão são as mais vulneráveis, é indicado, quando possível, evitar o contato pessoalmente entre esses dois grupos. “É melhor deixar mais pra frente, principalmente se a criança estava frequentando creche ou escolinha”, diz Giovanna Cezarino, infectologista do São Cristóvão Saúde. “É uma forma de proteger os avós. Conversas virtuais por vídeo, é claro, estão liberadas e são até incentivadas para matar a saudade”.

De acordo com a infectologista, a previsão é de que essa conduta seja recomendada até maio, mas isso pode mudar para mais ou menos tempo dependendo do número e velocidade das infecções por coronavírus no país. “Se a criança estiver apresentando algum sintoma, como tosse e febre, deve colocar máscara e ser levada a um posto de saúde para que um médico analise se há necessidade de isolamento em um quarto”, explica Giovanna. “Nesses casos, os contatos com idosos devem necessariamente ser evitados”.

Para tornar os encontros inevitáveis entre avós e netos mais seguros, a infectologista recomenda que ambos lavem com frequência as mãos com água e sabão e evitem interações próximos como abraços ou colo. “Lavar as mãos exaustivamente, depois de cada toque, é o que oferece mais chance de proteção dos idosos. E evitar compartilhar qualquer utensílio doméstico como copos e talheres”, afirma a infectologista.

Fonte: Crescer

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes