Doria diz que helicóptero que pertencia a traficante foi incorporado à frota da Polícia Civil de SP

O governador João Doria (PSDB) disse nesta sexta-feira (14) que o helicóptero que pertencia ao traficante André do Rap foi incorporado nesta semana à frota de aeronaves da Polícia Civil.

“Avaliado em cerca de R$ 8 milhões, o helicóptero vai agora combater o crime organizado. Ao invés de dar mordomia aos criminosos”, escreveu Doria em uma rede social.

A Justiça transferiu para a Policia Civil o helicóptero apreendido no dia da prisão do André do Rap em Angra dos Reis (RJ). A investigação concluiu que a aeronave era usada para o transporte de drogas. Nesse caso, a Justiça aplica a lei de perdimento, ou seja, qualquer veículo usado dessa forma não volta para os donos. O bem vai para o Estado que, com autorização judicial, pode leiloar ou utilizar.

Em nota, os advogados Anderson Domingues e Áureo Tupinambá Filho, que defendem André do Rap, afirmaram que “após quase 2 anos de investigação não há nenhuma ligação de André com os bens apreendidos no dia da prisão”. “A defesa reafirma que a aeronave nunca pertenceu a André e no momento oportuno será provado. De igual forma, a prova produzida no procedimento investigatório é ilícita, em desconformidade com a Lei”, afirmou a defesa.

Apontado como um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios, o traficante André Oliveira Macedo, de 43 anos, conhecido como André do Rap, foi preso em setembro de 2019 em uma operação feita pela Polícia Civil de São Paulo.

André do Rap é investigado por gerenciar o envio de grandes remessas de cocaína à Europa. Ele chegou a morar no exterior. Antes disso, tinha ficado preso por sete anos, até 2014.

Em 2019, quando preso, ele chegou a São Paulo no próprio helicóptero que agora pertence à Polícia Civil de São Paulo.

André do Rap foi solto um ano depois, em outubro de 2020, após habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Horas depois, ele teve a prisão decretada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux. Desde então, ele está foragido da Justiça.

Ele se tornou um dos criminosos mais procurados pelas polícias paulista e federal, tendo tido a foto incluída até mesmo na lista da Interpol.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que o helicóptero de André do Rap passou a integrar a frota da Polícia Civil após decisão do Poder Judiciário. A aeronave será devidamente identificada para ser utilizada em operações policiais em todo o estado.

Fonte: G1

Scroll Up